sábado, 9 de julho de 2011

Conversa franca sobre Romanos 1

Para leer este artículo en español, pulsa AQUI.
Por Alexandre Feitosa

Quando um cristão tradicional quer acusar um cristão membro de uma igreja inclusiva, o repertório é sempre o mesmo: uma pequena lista de textos bíblicos em que atos homogenitais (entre homens, apenas) são condenados: Levítico 18.22; 20.13; 1ª Coríntios 6.9 e 1ª Timóteo 1.10. Com o nascimento de mais uma igreja inclusiva – Comunidade Cidade de Refúgio – liderada pelo casal de pastoras Lanna Holder e Rosânia Rocha, as acusações se multiplicaram. Entretanto, os acusadores cometeram um grave erro ao aplicar tais textos às mulheres, pois nenhum deles faz referência ao sexo entre elas. Nem mesmo Romanos 1.26. Como assim, pastor Alexandre? Paulo foi tão claro!

Bom, a clareza depende de como lemos e interpretamos determinado texto. Uma das regras da Hermenêutica é comparar versículos paralelos – ou seja, que tratem do mesmo assunto – para esclarecer termos obscuros. É aí que os acusadores ficam encurralados! A condenação do sexo entre homens ainda encontra certo número de textos para embasá-la. Mas o que dizer do sexo entre mulheres? Além de Romanos 1.26, nada mais há nas Escrituras que se refira a ele. Se Paulo condena aí a orientação homossexual, comum a homens e mulheres, por que não fez o mesmo em outros textos? Uma coisa, porém deve ficar muito clara: as razões do sexo homogenital masculino condenado na Bíblia não são as mesmas de hoje. Mas esse é um assunto para outro artigo!

É interessante notar como os acusadores esquecem-se por completo do contexto de seus versículos-bala! Ignoram as regras da hermenêutica e da exegese e depois nos acusam de manipular as Escrituras!  Bom, mas vamos ao texto em questão:

26 - Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
27 - E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.

Para analisar corretamente esse texto, precisamos de dois princípios da hermenêutica e da exegese: o contexto textual e sociocultural.

Quando analisamos o contexto textual, percebemos que os versículos 26 e 27 de Romanos 1 não são independentes, mas têm o seu conteúdo específico iniciado a partir do versículo 18: a impiedade dos homens e a supremacia de Deus em relação à Criação. A idolatria é um dos temas centrais, o que fica evidente entre os versículos 23 a 25 (Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém). O Versículo 26 inicia-se com a expressão por isso, ou seja, explica porque aqueles atos antinaturais foram cometidos.

A idólatra Roma servia a muitos deuses, bem como cultuava o hedonismo - o prazer como bem supremo. Paulo faz uma análise das consequências dessa realidade tão abominável diante de Deus. Uma das práticas comuns aos cultos romanos era a prostituição cultual. Ali, homens heterossexuais se envolviam em rituais homossexuais, o que justifica a expressão: deixaram a relação natural com a mulher. Ou seja, homens heterossexuais, trocaram uma conduta sexual que lhes era natural por outra, contrária à sua natureza, ou seja, uma prática homossexual, simplesmente como fonte de prazer e de expressão ritualística.

Quanto ao sexo entre mulheres, o texto de Paulo não é definitivo em afirmá-lo, havendo, inclusive, quem acredite que o Apóstolo mencionava o sexo anal heterossexual. Essa interpretação perdurou durante toda a Idade Média. Tudo indica, porém, que o texto esteja fazendo referência a duas cerimônias comuns entre os romanos daquela época: o culto a Bona Dea – restrito às mulheres, inclusive com a prática de cópula com animais; e o culto a Baco, ou bacanais, em que o incesto era parte dos ritos de iniciação. Todas essas práticas eram contrárias à natureza segundo o pensamento judaico, para o qual a função principal do sexo era a procriação.

O texto faz menção a relações contrárias à natureza praticadas em um contexto bastante específico: a adoração de ídolos. Nenhuma ideia há que reflita as relações homoafetivas e monogâmicas da sociedade atual.

O texto fala de homens e mulheres que praticaram perversões sexuais específicas, contrárias a sua natureza. Homens de orientação homossexual nunca deixaram a relação natural com a mulher (v.27), simplesmente porque isso nunca lhes foi natural! O sexo entre mulheres não está em questão visto que a penetração e a semente (exclusiva dos machos, segundo a visão da época) eram necessárias para que um ato fosse considerado de natureza sexual.

Alguns leitores podem estar pensando: “que nada, essa interpretação é forçada! Vocês estão deturpando a Bíblia para ajustá-la às suas práticas homossexuais!” Bom, para provar que essa análise não é invenção de teólogos gays, vamos ver o que diz o comentário da Bíblia de Estudo Dake, CPAD, sobre esse texto:

“... Esse tipo de idolatria tem sido a raiz de toda imoralidade abominável dos pagãos. Os ídolos têm sido os padroeiros da licenciosidade (vv. 23-32). Quando davam forma humana a seus deuses, eles os dotavam de paixões e desejos e os representavam como escravos de infames perversões sexuais e como possuidores de poderes ilimitados de satisfação sexual. Deus permitiu que eles se entregassem a pecados homossexuais e perversões desse tipo.[1]

Entretanto, não faltam tentativas de alterar o que Paulo escreveu. Vejam como a Nova Bíblia Viva, Editora Mundo Cristão, Edição 2011, traduziu Romanos 1.26:

“Esta é a razão pela qual Deus os entregou a paixões pecaminosas, a tal ponto que até suas mulheres se voltaram contra o plano natural que Deus tinha para elas e cederam aos pecados sexuais entre elas mesmas.”

Bom, diante de tudo o que expusemos, deixo uma pergunta aos nossos acusadores: Quem está deturpando a Bíblia para ajustá-la às suas crenças?

Quer aprofundar esse estudo? Não deixe de ler o livro "Bíblia e homossexualidade: verdade e mitos". Clique AQUI e saiba como!
 

[1] Bíblia de Estudo Dake, CPAD, 2009, pág. 1799.

21 comentários:

  1. Muito boas suas colocações e esclarecimentos, creio que devemos esta preparados para nos defendermos usando a Bíblia, pois é assim que eles vem nos acusar. Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Fábio! Vamos cada vez mais conhecer a Bíblia, pois ela é nossa defesa, não nossa condenação! Fique sempre conosco!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  3. Adoro seus textos, fortes, obvios, fácil compreensão e tem sido benção para muitas vidas.
    Que Deus continue te usando.

    ResponderExcluir
  4. Amém! Fico feliz que nossos textos têm ajudado e sido bênção na vida de todos que nos dão a honra de acompanhá-los!

    Esteja sempre conosco!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  5. Alexandre, verdadeiramente aquele "senso comum" que às vezes ouvimos: "[...] a bíblia foi feita por homens e se perdeu ao longo de várias interpretações...[...] no que acreditar?!" É aterrorizador ver o quanto "o homem" é capaz de fazer para manipular as pessoas. E a palavra (e aqui refiro-me a letra mesmo), o conhecimento são usados de forma torpe e maldosa. Triste. Com todo o Carinho de Deus desejo que você receba dEle a cobertura das suas asas de autoridade e proteção. Com respeito, JC.

    ResponderExcluir
  6. Jean, de fato a Palavra de Deus original (os chamados autógrafos) são infalíveis em seu conteúdo. Como a Bíblia também é um livro humano, as diversas traduções são inevitáveis, já que as línguas originais (nem mesmo o grego e o hebraico modernos) não são mais utilizadas hoje.

    O Pior erro dos nossos acusadores está em adulterar as traduções, fazendo-as dizer o que o texto original não disse.

    Se... se deturpamos alguma interpretação, eles fazem pior, deturpam não a interpretação, mas a própria Palavra.

    Enfim, breve pretendo escrever um artigo sobre a intervenção humana no texto sagrado, dando continuidade a uma série de estudos para demonstrar quem, de fato, tem deturpado a Bíblia.

    Naquele que a todos inclui,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  7. De fato, podemos observar, como foi muito bem proferido pelo autor do texto, que o repertório introduzido pelos tradicionalistas, para querer condenar a homossexualidade, é sempre a mesma, porém, usam versículos isolados, fugindo de um contexto, e de todo um embasamento teológico e hermenêutico que são estudos fundamentais para a interpretação bíblica. Na verdade o maior medo deles é aplicar esses estudos para querer nos condenar, sabendo que esses estudos comprovam categoricamente interpretações equivocadas, de um teor de ignorância incrível desses tradicionalistas, e de toda uma homofobia religiosa; na verdade eles(tradicionalistas), sabem que a bíblia visado pelo estudos de interpretações bíblicas, automaticamente proferindo a um consenso que Deus não condenaria a homossexualidade, por que a verdadeira interpretação prova, o que de fato ela diz, porém , sabemos que na verdade, a verdadeira interpretação bíblica ninguém consegue mostrar, de tanto que ela foi deturpada e corrompida pelo homem.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Rodrigo. Graça e paz. Tudo bem?

    Obrigado pela sua contribuição! Volte sempre a casa é sua!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  9. respeito sua posição ,mas assim como imaginar que a posicao tradicioal é mais uma, essa sua posição tambem é mais uma. Ao passo que se eu penso que minhas posição é a correta caio no mesmo erro daquele que impõe a sua como certa.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Luiz. Tudo bem? Bem-vindo ao Blog e obrigado por seu comentário.

    Só gostaria de esclarecer que tal posição não é apenas minha, mas de muitos teólogos e estudiosos respeitados. Inclusive, tive o cuidado de citar comentários de teólogos tradicionais (da Bíblia Dake, por exemplo) para reforçar que a interpretação inclusiva não é própria de teólogos que a defendem. O estudo aqui foi muito superficial por causa do espaço, em nosso livro aprofundamos com outros dados e referências.

    Volte sempre!

    Forte abraço.

    Pr. Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  11. É necessario também considerar que quando Paulo fala

    "Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;" - Romanos 1:24

    esta falando que Deus os entregou, por causa da idolatria, e do abandono ao verdadeiro Deus, a uma situação vexaminosa e opressora. Todos eram obrigados a partir dessa cultura idolátrica a se submeter a determinadas situações angustiantes, ou seja, a práticas (algo não feito de maneira expontanea, mas obrigatória) que não lhes traziam paz, mas angustias e tristezas.

    Isso era algo que refletiu na vida de varios povos que estavam sob jugo romano;
    Os escravos que eram povos cativos eram violentados. Era comum os soldados romanos fazerem sexo violento penetrando os escravos cativos para mostrar superioridade, dentre outras horríveis práticas.

    ...recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. Romanos 1:27

    Assim Romanos 1 centraliza o contexto nos frutos que a idolatria (o abandono ao verdadeiro Deus) produziu a uma sociedade como um tôdo.

    Percebe-se assim um erro grave de centralizar Romanos 1 na homossexualidade. Isso é desvirtuar o verdadeiro propósito da palavra de Deus.

    ResponderExcluir
  12. Oi me chamo pedro tenho 18 anos so de sao paulo so gay e nasci num lar evangelico e tenho muitas duvidas sobre minha condicao poderia me esclarecer sobre isso :

    I Coríntios 6:9 e 10
    Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus?
    Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os
    adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem
    os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro. Graça e paz do Senhor.

      Bom, sobre sua pergunta, indico a leitura do texto "Efeminados e Sodomitas: quem são eles?"

      Acesse o seguinte link (é só copiar e colar na barra de endereços de usa página de internet):

      http://teologiaeinclusao.blogspot.com.br/2011/09/efeminados-e-sodomitas-quem-sao-eles.html

      Para um estudo mais aprofundado, aconselho a leitura dos meus livros, disponíveis em www.oasiseditora.com

      Abraços e que Deus te abençoe!

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir
    2. Bom Dia,
      Posso Fazer Uma Pergunta?
      Nada Contra Mas Notei que Você Sita Muito (Nossos Acusadores Falam Isso, Nossos Acusadores Falam Aquilo..)
      É Porque Gostaria de Saber se Você é Homossexual?
      ou Ja Foi ?

      Excluir
  13. Parabéns pela clareza ao expor a essência da Teologia Inclusiva!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Volte sempre!

      Abraços em Cristo,

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir
  14. Paz e bem, só uma pequena correção, é Bona Dea e não Dona Dea.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bispo Rodrigo Faddoul. Seja muito bem-vindo!

      Muito obrigado pela correção! Farei a alteração no texto!

      Abraços!

      Excluir
  15. olá, pastor Alexandre.
    Muito obrigada!
    Por tudo que tem nós esclarecido até hoje!
    A paz do Senhor

    ResponderExcluir
  16. Olá meu povo, meus cumprimentos a todos.tenho 20 anos e sou gay tbm, entretanto ainda me sinto muito constrangido cmg mesmo ao se falar de relação homoafetiva, talvez por essa crença de uma construção de uma sociedade machista e héteronormativa. Além do mais eu creio em Deus e sei que posso senti-lo, oro sempre e tenho certeza de que Ele já me deu respostas muitas vezes daquilo que pedi. Finalmente consegui encontrar um lugar comum á minha forma de pensar e não estou sozinho. E o mais importante é que,não é um desejo meu levar tudo que aprendi aqui para as pessoas desenformadas e subverter a palavra do Criador por explicações e argumentos que comprometam minha salvação, mas que tem que existir um porquê de minha existência e sexualidade.Amém e obg

    ResponderExcluir
  17. Parabéns! Pois Deus na sua poderosa onipotência permitiu que toda a humanidade (quase toda) acreditasse numa interpretação que vem não só de interpretação mas de revelação pelo espírito santo, pra que "meia dúzia "interpretasse de outra forma. Vocês, acredito eu são muito privilegiados por conhecerem a verdade, que por consequência esse pequeno grupo estará fazendo o que agrada a Deus e serão salvos... Agora, fico preocupado com 99,5 dos cristãos que tem uma interpretação ou revelação digamos "tradicional" irem para o inferno porque o Deus de poder e Glória permitiu que a grande maioria ficasse no engano, segundo essa interpretação legalista! Palmas pra vcs...o céu estará vazio com essa meia dúzia de santos...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...