sábado, 3 de setembro de 2011

Efeminados e Sodomitas: Quem são eles?

 Por Alexandre Feitosa
Finalmente chegamos aos últimos textos bíblicos que supostamente condenam a homossexualidade. Encerramos, com este artigo, a série de estudos que visam a desmitificar a ideia de que a Bíblia reprova a homoafetividade, como a conhecemos em nosso tempo e cultura.
O apóstolo Paulo foi o único escritor do Novo Testamento a fazer menção a atos homossexuais – entre homens, apenas, como já foi comprovado. O silêncio dos Evangelhos, dos Atos dos Apóstolos, das Epístolas Gerais e do Apocalipse comprova que seus escritores estavam preocupados com outras questões, e o fato de apenas Paulo mencionar atos homossexuais – por 3 vezes, apenas – é indício de que os atos homogenitais não constituíam um tema central da abordagem e do conceito de pecados sexuais.
Na verdade, duas palavras utilizadas nessas ocasiões por Paulo são razão de grande controvérsia entre os eruditos. A maioria das traduções protestantes em língua portuguesa está baseada no trabalho de João Ferreira de Almeida. No Brasil, o trabalho de Almeida ainda é referência para muitos cristãos. Nos últimos anos é que outras traduções vêm ganhando o mercado editorial em terras brasileiras, o que representa uma mudança significativa, também, no sentido de alguns textos. Há avanços e retrocessos em tais traduções, das quais se destacam a Bíblia Judaica e a Bíblia A Mensagem, ambas da Editora Vida.
 A grande chave para se rejeitar tais textos como referência à homossexualidade é a dificuldade em saber com certeza o significado das palavras cujas traduções mais consagradas são “efeminados” e “sodomitas”. Tais palavras no original grego são, respectivamente: malakoi e arsenokoitai. Há dezenas de traduções para ambas as palavras, o que prova a incerteza dos eruditos sobre o que elas realmente significam no texto original. Palavras e termos como “devassos”, “travestis”, “catamitos”, “prostitutos masculinos”, “sodomitas”, “afeminados”, “pederastas” e “pedófilos”, dentre vários outros, já foram utilizados para traduzir malakoi e arsenokoitai.
Malakos (plural malakoi) aparece em outros textos bíblicos e significa, literalmente, macio, suave ao toque, mole. No texto de Paulo adquiriu um significado metafórico, figurado. Os dicionários teológicos associam malakos a um homem afeminado, mas também reconhecem que o termo pode significar pessoas em geral dadas aos prazeres da carne (Dicionário VINE, CPAD). Tal tradução é bem mais coerente, pois todos os outros pecados citados ali se referem a pessoas de ambos os gêneros. Algumas traduções como A Bíblia de Jerusalém (em português), La Bible du Semeur (em francês) e a Contemporary English Version (em inglês) já apresentam essa idéia. Há estudos que relacionam malakoi com a prostituição masculina praticada na época de Paulo, principalmente em Corinto, cidade famosa por sua depravação sexual. Algumas traduções como a “Today’s New International Version” (2001), a “New International Reader’s Version” (1996) e a “New Century Version” (1984) apresentam essa idéia. Embora não completamente precisas, essas traduções já representam um avanço ao dissociar os pecados dos malakos da homossexualidade moderna. A palavra sodomita também aparece na Bíblia como referência aos prostitutos do templo. Confira Deuteronômio 23.17 e 18, de preferência em traduções diferentes.
 O contexto cultural e religioso de Corinto justifica perfeitamente a teoria de que Paulo referia-se à depravação ritualística tão comum naquela cidade: Leiamos o que diz Lindolfo WEINGÄERTNER, na obra O contexto histórico das recomendações bíblicas quanto à sexualidade, Encontro Publicações, 2000. Paraná:

“Nos tempos apostólicos, as influências das religiões oriundas da Babilônia, Pérsia, Egito, e outras tinham invadido em larga escala a antiga religião dos gregos e romanos. Assim, no tempo do apóstolo Paulo, na cidade de Corinto, longe do lugar de origem dos cultos de fertilidade, existia um templo de Diana (chamada também de Ártemis) no qual atuavam centenas de prostitutas e prostitutos cultuais, que se entregavam sexualmente aos que frequentavam o lugar de adoração. O verbo ‘corintiar’ (korintiázein) era sinônimo de ‘viver em promiscuidade’. Nas cartas de Paulo aos coríntios ainda podemos sentir as dimensões da luta do evangelho de Cristo com a libertinagem e a promiscuidade sexual prevalecentes na cidade.”

Apenas o vocábulo “arsenokoitai” se refere exclusivamente a homens, pois em sua composição temos “arseno” que significa literalmente homem. Koitai significa “leito”, “cama”, numa conotação sexual. Portanto, arsenokoitai, significa o homem que mantém relações com outro homem ou, mais precisamente, o homem que penetra outro homem. Na época de Paulo, era comum a prática da exploração sexual, principalmente na relação senhor/escravo. Em Timóteo, Paulo menciona, juntamente com arsenokoitai, os traficantes de jovens escravos, o que reforça tal interpretação. Algumas traduções, valendo-se desse fato sócio-histórico, traduziram arsenokoitai como “pederastas” (Bíblia Vozes – 1995) e “pedófilos” (Bíblia dos Capuchinhos – 2002). Tais traduções, ainda que não completamente exatas, são coerentes com o contexto social do século I, pois revelam um caráter abusivo em tais relações.  Essa era a visão judaica do comportamento sexual romano: a violência, o abuso e a prostituição. Paulo, por ser judeu, cultivava tais conceitos. O mais importante é compreender que o apóstolo desconhecia o sentido moderno da homoafetividade. O que ele presenciava estava muito longe de representar o amor entre pessoas do mesmo sexo e seus relacionamentos estáveis. Alguns tradutores já perceberam que Paulo condena qualquer tipo de ato sexual não restrito às relações heterossexuais legais para a cultura judaica. Vamos ler novamente esses textos nas traduções já mencionadas no início deste artigo:

“Quem usa e abusa das pessoas, do sexo, da terra e de tudo que nela existe não se qualifica como cidadão do Reino de Deus. Estou falando de libertinagem heterossexual, devassidão homossexual, idolatria, ganância e vícios destruidores”.
 (1ª Coríntios 6.9 - Bíblia “A Mensagem”, 2011, Editora Vida)

“Temos consciência de que a Torah não tem por objetivo a pessoa justa, mas quem negligencia a Torah: descrentes, ímpios e pecadores, quem mata pai e mãe, assassinos, pessoas sexualmente imorais – quer heterossexuais quer homossexuais– vendedores de escravos, mentirosos e perjuros, e quem age de forma contrária à sã doutrina”.
(1ª Timóteo 1.9 e 10 – Bíblia Judaica, 2011, Editora Vida)

Talvez nunca saibamos o que tais palavras significam, porém, é evidente que não se referem às relações homoafetivas e monogâmicas da atualidade. O que Paulo condena em tais textos é a prostituição, o sexo abusivo, cometido por solteiros (fornicação) fora do casamento (adultério) e o abuso entre homens. Outro ponto a ser considerado é o seguinte: se tal texto condena a homoafetividade, por que não menciona as mulheres?

17 comentários:

  1. Obrigado, Jeovanne! Esteja sempre conosco!

    Abraços!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  2. Alexandre, graça e Paz!

    Texto bastante instrutivo e que leva-nos para a motivação de querer saber mais. E isso é bom!

    Você já sabe do meu pensamento acerca do que hoje alguns rotulam (e, infelizmente, com razões) "todos" os homossexuais: DEPRAVADOS!

    Alguns nós, pessoas instruídas e com um mínimo de cultura e conhecimento acerca do assunto, bem como, cristãos que possuimos intimidade com Deus, sabemos que hoje a "promiscuidade" corre solta dos guetos homossexuais. E, claro, que no meio hetero da mesma forma.

    Hoje um dos maiores males da nossa humanidade é a: SEXOLATRIA e todas as sua variantes.

    Nós, homoafetivos, cristãos, caçadores de Deus, precisamos levantar clamor para podermos ir "na escuridão" e resgatar estes irmãos e irmãs que são "escravos" da prostituição.

    A nossa luta, e eu sei que vc sabe disso, (digito aqui mais pelos outros que podem ler este comentário) é contra as postetasdes do mal que habitam essa terra e que possuem "ordens" influenciadoras por meio da SEXOLATRIA!

    Tudo, hoje, tudo, envolve sexo.

    De desenhos animados até filmes mais especializados (refiro-me aos pornôs).

    Antes que alguém digite que eu seja hipócrita: eu gosto de sexo, sim! Mas, não em darksroom, saunas, parques, estacionamentos e etc.

    Gosto do meu sexo com o meu namorado que será o meu marido, companheiro e junto comigo pai de filhos(as).

    Sexo com respeito, cuidado e o mais importante: AMOR!

    A sociedade possui essa imagem de nós homosseuxais: DEPRAVADOS, DESTUIDORES DE LARES E tudo de pior.

    Vejam a carga "absurda" espiritual de maldições que cercam estas práticas que vc cita em seus estudos?

    Então, existem uma "guerra", mas essa ninguém a vê, pois é invisível aos olhos que não são espirituais!

    Com muito carinho e respeito, = .)

    JC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respeitosamente escrevo a todas as pessoas que optaram ou acreditam ter nascido com essa característica homossexual. Como pessoas que lutam pelos seus direitos frente a sociedade, peço que não me neguem o mesmo ao expor meu ponto de vista. Eu encontrei o blog procurando esclarecimentos sobre sodomia, li todo o artigo procurando respostas para minhas dúvidas e ao mesmo tempo entender qual a linha de raciocínio aqui apresentada.

      Bem, tenho uma opinião contrária à apresentada. Não vou discutir as passagem bíblicas citadas, pois o autor concluiu que talvez nunca saibamos o que elas significam. Pois bem vamos a uma passagem um pouco mais esclarecedora, essa está no livro de Romanos 1:26-27 está escrito "Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
      E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro." Acredito que não haja outra interpretação dessa passagem, a mesma responde a pergunta levantada a respeito das mulheres.

      Decidi escrever como resposta a essa postagem porque o Jean Charles Machado disse: "Gosto do meu sexo com o meu namorado que será o meu marido, companheiro e junto comigo pai de filhos(as)." Dentro da mesma bíblia que você sita, isto é fornicação.

      Para concluir irmãos, não venho acusar ninguém, nunca o poderia fazer porque sou falho como todos são, entretanto, peço que abra sua mente e seu coração para isso que lhes apresento. Grande abraço a todos e que a paz e a graça de Cristo esteja com cada um.

      Excluir
    2. Olá, Jônatas. Graça e paz, tudo bem?

      Obrigado por participar de nosso Blog!

      Se o Jean está cometendo fornicação, o que se dirá de Salomão e a Sunamita? Eles não eram casados, entretanto, o sexo é celebrado nos Cantares de Salomão. Outro ponto importante é que Salomão era polígamo, possuía (no sentido sexual mesmo) mil mulheres! Além de fornicário era polígamo! E as igrejas ainda forçam uma interpretação alegórica do Livro!

      A Bíblia deve ser lida utilizando-se o método histórico-crítico. Procure saber mais sobre o assunto! Tenho certeza que enriquecerá sua visão sobre muitas coisas.

      Em relação ao texto de Romanos 1, leia nosso artigo. Está entre os mais lidos na coluna à direita!

      Que Deus te abençoe!

      Abraços fraternos,

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir
  3. Concordo com você Jean... Infelizmente atos de promiscuidade advindos de homoafetivos que buscam tão somente a satisfação momentânea de seus instintos, acabam por devastar a classe inteira, criando uma imagem negativa de todos nós, diante da sociedade.
    Claro que no meio hetero, há sim a todo instante atitudes de leviandade e que ferem a dignidade humana, entretanto, tais atitudes quando praticadas por heteros, não repercutem com a mesma intensidade aos praticados por homoafetivos, razão pela qual, faz-se necessário à todos nós que exigimos respeito e igualdade de direitos, que comecemos por respeitarmos a nós mesmos, ao nosso corpo que é "templo" do Espírito Santo, e mantenhamos uma postura cristã e sadia, em todas as áreas de nossas vidas, até mesmo no concernente à vida sexual, onde muitos habitam terras em que "todo mundo é de todo mundo, e ninguém é de ninguém..."
    Resgatemos os verdadeiros valores cristãos e morais, inerentes à qualquer ser humano, independentemente de sua sexualidade, começando a fazer do respeito por si mesmo nossa "pedra fundamental" na construção de uma realidade onde homoafetivos serão aceitos e respeitados, justamente por reconhecerem seu espaço e seus limites, criando-se uma nova identidade social.
    Grande abraço à todos! Deus continue abençoando o Pastor Alexandre!!!

    ResponderExcluir
  4. Graça e paz, Jean Charles e Fábio Gontijo.

    Obrigado pelas contribuições ao nosso Blog! Essas participações enriquecem esse espaço e edificam vidas que buscam um diferencial no meio homoafetivo. Esse diferencial reflete diretamente em nosso comportamento e em nosso testemunho diante de um mundo degradado, que necessita urgentemente de um resgate!

    É importante que cada um de nós, que somos cristãos e homoafetivos, revelemos ao mundo que existimos e que podemos desfrutar de relacionamentos afetivos saudáveis, que refletem os princípios bíblicos.

    Que Deus abençoe vocês! Estejam sempre aqui, colaborando com este trabalho que tem alcançado muitas vidas!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  5. Em nome da bandeira do homossexualismo vocês distorcem as escrituras. Um engano que conduzirá muitos à perdição.
    Sugiro a todos os leitores que antes de tomarem os ensinamentos desse blog como corretos, consultem sites verdadeiramente cristãos, escritos por homens de Deus que não têm opinião tendenciosa, antes, são guiados pelo Espirito Santo.

    ResponderExcluir
  6. Caro JLS, graça e paz!

    Obrigado por seu comentário. Todos são muito bem-vindos aqui, até mesmo os que divergem do nosso pensamento.

    Antes de qualquer coisa, ficaria feliz se você se identificasse. Acredito que postar opiniões anônimas não condiz com o perfil de um cristão.

    Continuando, nosso Blog não tem nenhum objetivo de levantar bandeiras, pelo contrário, nossa missão é ajudar pessoas cansadas de uma teologia excludente e opressora.

    Se tenho leitores, certamente, eles já passaram por textos e sites de teólogos verdadeiramente cristãos como você mencionou, entretanto, não encontraram respostas para suas angústias, apenas frustração e dor. Sou um exemplo vivo disso. Conheço muito bem a teologia tradicional. Ser membro da Assembleia de Deus por mais de 20 anos me faz ter propriedade para afirmar isso.

    Se você conhecesse melhor a teologia inclusiva, não diria que estamos distorcendo a Bíblia. Temos uma grande reverência por ela pois cremos que é a Palavra inspirada de Deus.

    Oriento você a ler não apenas nossos artigos, todos, sem exceção, mas também nossos livros e de outros autores - não homossexuais, vale ressaltar. Tenho certeza de que um pouco mais de conhecimento irá acrescentar em sua vida e você verá quem, de fato, tem distorcido a Bíblia, e de maneira tendenciosa.

    Um forte abraço,

    Que Deus te abençoe,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  7. Tenho gostado bastante do que tenho visto aqui neste espaço tão inclusivo e democrático, gostaria de ressaltar o texto sobre os eunucos, é maravilhoso saber que Deus nos faz promessas de inclusão desde o velho testamento. Quero também agradecer por sua dedicação aos estudos para trazer tão precioso esclarecimento para a igreja de CRISTO. Obrigado a você e glorias a Deus!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Augusto. Tudo bem?

    Obrigado pela participação em nosso Blog! Este espaço tem por objetivo, de fato, ser democrático e, principalmente, levar as Boas-novas para aqueles que são como os eunucos da Antiguidade, ou seja, sexualmente excluídos.

    Volte sempre, este espaço é nosso!

    Abraços fraternos,

    Pr. Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  9. O Espaço Cristão Inclusivo é uma comunidade espiritualista, forte e acolhedora, que valoriza as diversas orientações sexuais, desde que vividas e baseadas no amor, na dignidade, no respeito próprio e ao próximo. Congregamos pessoas que estejam dispostas a seguir os ensinamentos do EVANGELHO INCLUSIVO, onde existe liberdade e não libertinagem, através de uma visão das sagradas escrituras, além de resgatar fiéis que se distanciaram ou foram excluídos de suas igrejas ou religiões por causa de sua sexualidade. O E.C.I.L (Espaço Cristão Inclusivo em Londrina) é um espaço destinado a todos àqueles que se sentem excluídos, marginalizados, discriminados e aqueles que buscam uma “união com o Divino”,com Jesus Cristo e com a hierarquia angelical. Um espaço para aqueles que desejam desenvolver seu lado espiritual e não encontram “abrigo em outros lugares”.Temos uma casa de apoio que oferece moradia, alimentação e toda estrutura para àqueles que enfrentam dificuldades familiares devido sua sexualidade, para aqueles que desejam mudar-se para Londrina a procura de emprego e uma nova oportunidade na vida, bem como, apoiar glbts que estejam em tratamento de saúde em londrina e não tem um local onde ficarem.
    Você considera importante um espaço assim??? Ajude-nos, divulgando nosso MSN/ORKUT e nossa visão/missão para seus amigos e contribua com o valor que desejar e estiver em seu coração e dentro de suas condições, pois não temos dizimistas, contribuintes suficientes, PRECISAMOS comprar mais cadeiras para a acomodação dos participantes, beliches, colchões, roupas de cama, alimento, utensílios para a casa de apoio e AJUDA PARA PAGAMENTO DE ALUGUEL, LUZ E AGUA. Pedimos sua atenção, que análise com carinho nosso pedido e se possivel, ajude-nos agora!!! Não temos a quem recorrer a não ser às pessoas que já sofreram ou sofrem algum tipo de discriminação e preconceito.Sua colaboração poderá ser feita em qualquer lotérica ou caixa econômica em nome de Marcos de Lima, agencia 1631 operação 013, conta poupança 00039278-8.e, ao fazer o depósito, envie o comprovante para nosso email: ecilondrina@hotmail.com ou para a secretária do ECIL, aos cuidados do secretario DIEGO DE CAMARGO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amado irmão Diego de Camargo,

      Que Deus abençoe grandemente o Espaço Cristão Inclusivo! Londrina necessita de uma porte como essa!

      Volte sempre!

      Forte abraço!

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir
  10. Gostei muito deste comentário e gostaria de sua autorização para publicar este artigo no meu blog. Parabéns!

    gildelanio@hotmail.com
    http://projeto-mobilizacao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gildenanio. Tudo bem?

      Fico feliz que tenha gostado do nosso texto. Todos eles são autorizados para publicação, desde que a fonte e o autor sejam citados.

      Volte sempre!

      Abraços!

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir
  11. Ótimo artigo.
    Gabriella Arantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Gabriella!

      Seja sempre bem-vinda!

      Abraços!

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...