segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Eunuquismo e homossexualidade: uma releitura bíblica

O ator André di Mauro como o eunuco Hegai na minissérie A história de Ester,
exibida pela Record: conotação homossexual evidente.

Por Alexandre Feitosa
É consenso que a Bíblia não apresenta o conceito de homossexualidade tal qual o conhecemos. Entretanto, há relances que aludem implicitamente aos homossexuais nas Escrituras. Essa constatação é possível na figura dos eunucos. Não estou afirmando que o eunuquismo e a homossexualidade são termos sinônimos. Esses homens ocupam uma posição especial em Isaías 56, representando a classe dos sexualmente excluídos na Antiga Aliança, entretanto, o profeta os destina a uma promessa grandiosa de inclusão ao povo de Deus.

A figura do eunuco é decisiva nas palavras de Jesus no relato de Mateus 19.12. Visto que o único modelo de casamento da época era heterossexual, é óbvio que Cristo não poderia fazer qualquer referência a relações homoafetivas. A noção de orientação sexual na cultura judaica inexistia, Cristo usou um conceito que para nós seria rudimentar, mas que se relaciona diretamente à homossexualidade. Como assim?

Embora a história ateste alguns casos de relações homossexuais envolvendo eunucos, o conceito geral da Antiguidade Judaica era o de que eunucos não se casavam. Isso se relacionava intimamente à sua função primordial, não única: a guarda das mulheres. Cristo separa muito bem os tipos de eunucos: os de nascença; os feitos pelos homens; e os que se fazem eunucos pelo reino. A nós interessa o primeiro tipo: o eunuco de nascença.

A análise do termo usado por Cristo deve ser feita de acordo com o contexto sociocultural e linguístico da época. Os judeus conheciam dois tipos de eunucos de nascença, chamados especificamente de “eunucos do sol”. Eram assim chamados, pois nunca viram o sol sob outra condição, a não ser a de eunucos. Os eunucos do sol podiam ser homens com problemas congênitos ou homens sem libido que os impossibilitava ao casamento com uma mulher.

Segundo o Talmude, tais eunucos se caracterizavam pelos modos frágeis e femininos. Clemente de Alexandria, um dos pais da Igreja (século II), reafirmou que a visão judaica sobre tais eunucos os associava a homens que naturalmente se afastavam das mulheres. Esse “afastar-se naturalmente das mulheres” não indica apenas a falta de libido puramente, mas indica a falta de libido POR MULHERES. O contexto da fala de Jesus é o casamento heterossexual. O Novo Testamento judaico (Editora Vida) se refere aos eunucos de nascença como homens que nasceram sem o desejo deste casamento, ou seja, entre homem e mulher. Parece-me bastante claro que os eunucos do sol também incluíssem os homossexuais, ou melhor, se refiram a eles já que estes são bem mais numerosos que homens congenitamente incapazes. Sendo assim, a homossexualidade torna-se inata e isenta de pecado. Conclusão a que muitas igrejas já chegaram oficialmente, como é caso da Igreja Católica. Sabe-se que a homossexualidade pode ter vários fatores em sua constituição, porém, a experiência dos homossexuais a situam ainda na infância, quando não há condição de escolhas sexuais conscientes. Embora a ciência apresente apenas indícios da origem da homossexualidade, o conceito de Cristo é o que deve prevalecer para o cristão homoafetivo.

Como percebemos, Cristo falou sim sobre pessoas homossexuais, não com a mesma complexidade que conhecemos hoje, claro, o mais importante é que ele não atribuiu nenhum caráter pecaminoso à condição sexual de tais pessoas.

Mais detalhes sobre o tema estão disponíveis no livro Bíblia e homossexualidade: verdade e mitos.

25 comentários:

  1. Gostei do texto! As informações exegéticas e a coesão textual, parabéns!
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Silvio! Volte sempre para novas reflexões!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. A pratica do homosexualismo é CONDENADA POR DEUS.
    Tenho a Biblia como regra de fé, e ela diz que:

    Pelo que Deus os entregou a paixões infames. porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza;
    semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro.

    Romanos 1.26-27

    ResponderExcluir
  4. Adelmar, agredeço sua participação e o texto paulino que você apresenta aqui é muito importante! Ele se inicia dizendo que Deus entregou tais homens e mulheres ao uso antinatural por algumas razões. Quais seriam elas? Que tal ler os versos anteriores!

    Abraços!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  5. Sr° Alexandre, sei que vc é muito inteligente e eu nao chego ao seus pés em conhecimento, mas a palavra de Deus é fiel e verdadeira quando ela diz:

    4 Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.

    2Co 4.4

    A palavra é bem clara quando ela diz que:
    também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro.

    Eles se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros.
    Que Deus lhe der o devido entendimento.

    ResponderExcluir
  6. Ok, Edelmar, não vou discutir com você sobre esse assunto pois o espaço aqui não permite. Mas sugiro que você leia meu livro "Bíblia e homossexualidade: verdade e mitos", lá, dedico um capítulo a esse texto de Romanos 1. Seria interessante se você lesse para em seguida conversarmos melhor!

    Forte abraço e Feliz 2011!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  7. EUNUCOS QUE NASCERAM EUNUCOS E OS QUE SE FIZERAM EUNUCOS PARA COM O REINO DE DEUS...ESTES ERAM PUROS...DIFERENTES DOS IMORAIS QUE EXISTEM E QUE SÓ A IMORALIDADE,DESENFREADA E O QUE INTERESA.

    ResponderExcluir
  8. Querida Hilda, infelizmente sua colocação não acrescentou nada à nossa discussão. Por favor, ao escrever algo, procure embasar melhor suas opiniões.

    Abraços...

    ResponderExcluir
  9. Querido Alexandre, vendo esses comentários tão contrários a seus textos eu paro e me pergunto: Por que será que em tantas famílias evangélicas tradicionais muito bem estruturadas e com filhos tão bem criados esses mesmos filhos se descobrem gays? Será que é realmente influência do inimigo querendo tirá-los da Graça ou Deus quer mostrá-los algo? Fica a pergunta!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Ronald! Tudo bem? Bem-vindo ao nosso Blog! Obrigado pelo comentário, por sinal, muito pertinente! Afinal, sua observação derruba o mito de que a homossexualidade é adquirida, aprendida, ou fruto de um lar desestruturado.

    Não creio que seja influência maligna nas crianças, pois Jesus foi enfático em atribuir aos pequeninos que dele se aproximam o reino de Deus! (Mateus 19.13 e 14)

    Certamente, Deus quer mostrar-nos algo: somos obra-prima de suas mãos, na diversidade humana, seja ela qual for! E o mais belo disso é sua graça que a todos alcança por meio de Jesus Cristo, seu filho! (Gálatas 3.28)

    Volte sempre! Sua participação enriquece nosso trabalho!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  11. Olá pessoal, Eu estou adorando esse blog, fico ainda surpreso em ver tanta gente ignorante e preconceituosa, cheias de ódio por irmãos gays, e ainda se dizem cristãs,sou ex monge Beneditino, ainda bem que nos mosteiros se estuda teologia de verdade, e aliás qualquer teólogo sabe como essas interpretações são fiéis a verdadeira msg de Cristo.
    Adriano Lira

    ResponderExcluir
  12. Olá Adriano. Tudo bem? Seja sempre bem-vindo ao nosso Blog!

    Obrigado por sua contribuição, ela é fundamental!

    Muita gente me procura e, mesmo sem postar algo, acompanha os comentários e aprendem com tudo que é trazido por meio desse espaço.

    Um forte abraço e esteja sempre conosco!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  13. Olá! Tenho um filho gay. Sempre ouve desconfianças acerca de sua sexualidade. Confesso q nunca desejei essa situação, não por intolerância, mas por medo da reação dos outros e por não saber se eu seria suficientemente capaz de lidar c isso. CResci ouvindo q os gays vão p o inferno. Faz poucos dias li sobre a teologia inclusiva. Desejo de coração q vcs estejam certos, pois assim meu filho terá chance de ser salvo. Entende o q escrevo? Qtas noites em claro, cheia de culpa e dúvidas... como pode Deus condenar meu filho ao inferno por ser gay. Quer dizer... meu filho é tão amoroso, nunca maltratou ninguém. E o q sempre me preocupou foi a formação de seu cartáter como ser humano. Gostaria de saber mais sobre a teologia inclusiva. Por favor, indique-me fontes de pesquisa. Grata, Ári

    ResponderExcluir
  14. Olá, Ári. Obrigado por seu depoimento. Sou de uma igreja inclusiva e muitas mães, assim como você, enfrentam as mesmas dúvidas e temores.

    Bom, antes de qualquer coisa, de qualquer teologia, nossas certezas vêm de experiências com Deus, pois cremos que Ele fala conosco de várias maneiras!

    Você disse algo muito importante: você conhece o caráter de seu filho! Eu entendo sim, o que você escreveu! A diferença é que eu vivi essa experiência não como pai ou mãe, mas como homossexual, criado em um lar cristão. Noites sem dormir, culpa, dúvidas, depressão... assim foi minha adolescência e juventude.

    Deus me tirou de tudo isso, e o estudo da Teologia Inclusiva teve papel fundamental nesse processo de cura.

    Ári, há salvação para todo aquele que crê em Jesus e o recebe como Senhor! Independentemente de orientação sexual. Pecado é o que se escolhe, e orientação sexual não é escolha, ainda que muitos digam que ser gay ou lésbica leva ao inferno.

    Tranquilize seu coração... Se quer dicas de leitura, pode começar pelos dois trabalhos que escrevi: "Bíblia e homossexualidade" e "O Prêmio do Amor", disponíveis para venda aqui mesmo no Blog.

    Abraços fraternos!

    Que Deus abençoe sua família!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  15. que Deus abençoe e ilumine sua mente para nos esclarecer muitas duvidas a respeito do assunto em questão, sofro muito pois passo por esses quetionamento, sou bi e sofro com a indecisão, sempre fui informado que homosexualismo,bisecualismo é pecado, alem do preconceito social etc. chorrei muito ate que um dia falei com o padre de minha paroqui o qual me a calmou dizendo que esse não era motivo pra panico que o inferno no seria a minha morada futura o qual eu imaginava e ja me sentia queimando nas labareda. enfim melhorei muito com a conversa dop padre e agora lendo seu artigo e discursão to ainda mais sereno. obrigado. lir tambem em /; http://www.freibetto.org/index.php/artigos/85-os-gays-e-a-biblia

    ResponderExcluir
  16. Jotha, tudo bem? Graça e paz!

    Obrigado pelo comentário!

    Fico feliz que nossos textos estejam ajudando você a compreender melhor sua condição!

    Fique à vontade para escrever e sugerir outras leituras!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  17. Boa Noite, meu amigo não estou aqui como alguém que discorda ou concorda com vc, ou as outras pessoas que leem seu blog, mais acredito no seguinte: temos a Biblia como regra de fé, e nela existe padróes: não matarás, não adulterarás, honra pai e mãe, e muitos outros mandamentos e ordenanças as quais tentamos arrumar um meio de burlar arrumando artificios para poder desobedecer, somos todos criados por Deus, como aa Biblia nos ensina do " mesmo barro", uns nascem com carater deturpado, outros com indole ruim e tendencia para o crime e assassinatos, outros para fazerem boas ações, outros mentirosos, outros eunucos e assim por diante... não nascemos perfeitos, porém temos que trilhar nossa caminhada para sermos filhos de Deus, mudarmos nossa natureza pecaminosa, não podemos passar a mão sobre esta natureza Adamica e concordarmos com ela, somos feitos do mesmo barro, homens bons ou ruins, a diferença esta em como vamos enchere este vaso de barro.

    ResponderExcluir
  18. ANTONIO VIEIRA 14/09/2012

    Olá, irmãos em Cristo
    A matéria acima está muito bem pautada no que se refere a classe dos eunucos. Acredito que a verdade precisa ser dita e ensinada, muitos ensinamentos que se fazem entender nas igrejas hoje, digamos assim, não resistem a um estudo mais profundo dentro da teologia. Entretanto não podemos simplesmente descarta certos textos bíblicos quando tratamos de um assunto tão polêmico. Alguns são tão claros que não deixa dúvidas quanto a salvação dos homossexuais (que os mesmos não a herdará) entretanto sempre estou aberto a aprender , (e creio que todo Cristão deveria ser assim)O que eu quero concluir é que a tese acima não deixa claro que Os homossexuais serão realmente salvos, e se formos falar de bíblia, para confirmar sua tese teríamos que rasgar ou ignorar certos textos bíblicos onde fala que os afeminados / homossexuais etc.. não herdarão o reino dos céus, a não ser se sua crença na bíblia não seja como um livro infalível (que não tenha sido deturpada ao longo do tempo) e regra de Fé.
    Gostaria de ler mais artigos seus para compreender algumas questões.
    Salvação é assunto sério e não podemos deixar dúvida, a mínima que seja
    Graça e Paz para todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Antonio Vieira. Tudo bem?

      Obrigado pela participação em nosso Blog.

      Sobre os efeminados e sodomitas, temos outros artigos no Blog que esclarecem que não se trata de homossexuais como compreendemos atualmente.

      Por favor, queira lê-los e fique à vontade para comentá-los.

      Volte sempre!

      Abraços fraternos,

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir
  19. Eu não sou homossexual, não tenho filhos homossexuais, mas não tenho nada contra, e gostei do conteúdo do blog. Eu não creio que Deus se "agrade" do homossexualismo, pois não foi esse o seu "ideal" para o ser humano quando o criou, mas creio que Deus "permita", "suporte", e "entenda", pois depois da "Queda" de Adão a criação fugiu da harmonia inicial criada por Deus. Se não fosse pelo fato de Deus ver Cristo em nós, não só homossexuais, mas qual ser humano poderia se justificar diante de Deus? Quem pode passar um filme de sua vida, ou do que passa em seus pensamentos mais íntimos sem sentir vergonha diante de Deus? Que Deus seja louvado em sua infinita misericóridia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?

      Fico feliz que tenha gostado do conteúdo do blog. E admiro que, sendo hetero e não tenho filhos homossexuais, você compreende que não é uma situação escolhida, mas imposta.

      Há correntes teológicas que defendem exatamente isto: que a homossexualidade é uma consequência da queda do homem, mas não constitui pecado em si e não impede que Deus se manifeste por meio e no meio dessas pessoas.

      Que Deus te abençoe,

      Volte sempre ao nosso Blog.

      Abraços,

      Pr. Alexandre

      Excluir
  20. Amado Pr., Sou homossexual, casado com meu companheiro a 6 anos, ambos somos evangélicos inclusivos, ele veio da Assembleia de Deus eu do Projeto Vida nova. Sempre sentimos a presença de Deus e o agir dele em nossas vidas. Mais a alguns dias atrás uma dúvida brotou em meu coração.

    Pesquisando sobre sexo anal, vi varias matérias de pastores tradicionais, dizendo que era pecado pelo fato de deus ter condenado ( ai sitam as passagens sobre "homossexualismo" ) e outros dizendo que é um local sujo, o esgoto do ser humano, que fazer sexo anal e mudar a função de um orgão, que é cheio de impureza e contaminação, e que o diabo gosta de sujeira e fazer isso e mudar a natureza da criação de Deus. Estou me sentindo muito mal, com essa dúvida, será que estou contra Deus ? Me ajude por favor.

    A Paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro irmão João Rafael, graça e paz do Senhor.

      Obrigado por participar de nosso Blog.

      Sua pergunta é muito importante e comum.

      As pessoas que formulam esse tipo de argumento contra o sexo anal ignoram o fato de que os órgãos genitais também são locais sujos, cheios de bactérias e transmissores de doenças. Em qualquer caso (seja o sexo vaginal, oral ou anal) a higiene é essencial. Produzir impurezas não é exclusivo do ânus.

      Quanto à função do ânus, esse argumento também é falacioso. A boca e a língua foram feitas para alimentação, no entanto, muitos as usam no beijo e não sofrem condenação por isso. Biblicamente, não há restrições para os cônjuges explorarem o corpo um do outro.

      Você pode ler um estudo teológico detalhado sobre o sexo anal nas relações homoafetivas no meu segundo livro, O Prêmio do Amor. Há um capítulo inteiro dedicado a esse tema.

      Acesse: www.oasiseditora.com

      Qualquer dúvida estamos à disposição!

      Abraços no amor de Cristo,

      Pr. Alexandre Feitosa


      ResponderExcluir

      Excluir
  21. Olá Alexandre! Achei o texto interessante, mas não conclusivo o suficiente para certificar de que Deus aprova a "prática homossexual". Na verdade se considerarmos as passagens bíblicas, que você provavelmente conhece, não fica dúvidas pra mim, de que a opinião de Deus é contrária a essas praticas. No entanto, eu acredito que Deus não é contra o "homossexual", e que existe uma razão para sua existência (alguns cientistas defendem que é para o controle do crescimento exagerado da população). Acredito na salvação do homossexual, e penso que o que Deus cobra da pessoa não é que vire hetero, mas que não se entregue aos desejos pecaminosos. Negar o pecado é fugir do senhorio de Cristo. Nós não devemos interpretar e concluir como as coisas são, do modo mais conveniente, se assim agirmos, estaremos seguindo nossas próprias doutrinas. Mas todos necessitamos de sabedoria para entender o que Deus quer de nós. Os heteros também precisam abrir mão de alguns prazeres carnais entre outas coisas. Desde quando ser fiel a Deus é fácil? O que todo mundo precisa definir é se vai seguir a vontade de Deus ou a própria vontade. E quando formos falar da bíblia, tomar todo o cuidado possível para não distorce-la, levando assim, o engano para a vida de outras pessoas. Um abraço, e que Deus nos dê sabedoria pra saber viver nesse mundo cada vez mais dificultoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eneida. Tudo bem? Seja bem-vinda ao nosso blog.

      Fico feliz quando recebo comentários como o seu, pois, mesmo discordando, você NÃO se apresenta como a maioria dos cristãos que me escrevem: grosseiramente e com pouca educação.

      Não aprofundei esse assunto aqui pois o espaço não permite, mas meus livros retratam de maneira mais complexa a questão do eunuquismo e da homossexualidade.

      Você falou que heteros também precisam renunciar os desejos da carne. A grande diferença é que essa analogia relega aos gays e lésbicas um estado de solidão que é incompatível com a justiça e com o amor de Deus. Não me refiro à promiscuidade, mas a relacionamentos estáveis. Cristãos heteros devem, como qualquer outro cristão, renunciar os desejos pecaminosos, mas isso não lhes tira o direito à realização afetiva. Esse celibato que muitos querem impor a gays e lésbicas não é bíblico.

      Sobre distorcer a Bíblia de modo conveniente, sugiro que leia os outros artigos (se possível, os nossos livros, pois aprofundam o assunto) e também nosso próximo lançamento - Quem está manipulando a Bíblia? - Creio que você se surpreenderá ao saber quem, de fato, está distorcendo as Escrituras.

      Volte sempre!

      Permaneça nesse amor e nesse desejo de conhecer mais a outra face da moeda! Isso é raro no meio cristão convencional!

      Abraços fraternos!

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...