domingo, 6 de fevereiro de 2011

Ana Paula Valadão e a Homossexualidade: o discurso do senso comum

Alexandre Feitosa

Neste vídeo (clique AQUI e assista), a vocalista do DT, Ana Paula Valadão, expõe sua visão “cristã” sobre a homossexualidade, mais precisamente, a presença notória de pessoas homossexuais na igreja e sua predileção pelo famoso ministério de louvor de BH. Os gays cristãos não apreciam apenas o DT. Para quem frequenta assiduamente alguma igreja evangélica ou participa de Comunidades do Orkut, por exemplo, é evidente a presença maciça de gays entre os fãs de grandes cantoras evangélicas como Shirley Carvalhaes e Eyshila (segundo alguns, a rainha dos GGs, ou seja, Gays Gospel), dentre outras.

As respostas da cantora apenas evidenciam o quanto desconhece o assunto e o quanto a presença de homossexuais na igreja não dá mais pra ser simplesmente ignorada. As palavras de Ana Paula, ao citar 1 Coríntios, revelam o mesmo discurso, antiquado e descontextualizado de sempre, como se o apóstolo Paulo conhecesse sobre orientação sexual e tivesse vivido a realidade de tantos casais homoafetivos de hoje, estáveis, felizes e cristãos.

Um dos piores momentos do vídeo é quando o entrevistador denomina a presença cada vez mais evidente de gays na igreja (incluindo membros e pastores) de um “mau que assola a humanidade”, como se houvesse mais homossexuais hoje que no passado. A diferença não percebida pelo apresentador é o fato de que a visibilidade de gays é maior hoje que no passado. Entretanto, há pontos positivos na entrevista: o reconhecimento de que há despreparo por parte da Igreja em acolher adequadamente pessoas com orientação homossexual

Acabou-se o tempo em que Igreja e Homossexualidade eram tratadas a distância. O Brasil vive um verdadeiro boom de igrejas inclusivas, aquelas que tratam com naturalidade e homossexualidade e recebem de braços abertos pessoas com essa orientação. Estive semana passada em SP, visitando duas novas igrejas inclusivas e palestrando sobre Bíblia e Homossexualidade. É incrível como tais grupos têm crescido. E detalhe: 90% dos membros são oriundos de igrejas evangélicas como a Assembleia de Deus.
Ana Paula ressalta como características naturais o quanto tais pessoas são talentosas e sensíveis, entretanto, no quesito sexualidade, foram alvo de algum tipo de interferência que as desvirtuaram em dado momento.

Ao citar o testemunho de Dennis Jernigan - em que fica evidente as causas de seu comportamento homossexual – demonstra mais uma vez desconhecer o assunto, pois generaliza as causas da homossexualidade, confundindo-a com comportamento homossexual construído e passível de mudança. Veja abaixo trechos de seu testemunho.*

A argumentação parece até bonita quando, tanto Ana Paula quanto o entrevistador apelam para a necessidade que a Igreja tem do talento inegável de muitos homossexuais, esquecendo-se de que tais dons são tão naturais quanto a sexualidade.

O discurso de Ana Paula não é novo, é o mesmo de pastores intolerantes como Silas Malafaia. A diferença é que Ana Paula é doce, e Silas é rude.

É inegável: há homossexuais na igreja, são notórios e, normalmente destacam-se nos ministério de dança, de louvor, de teatro... É inquestionável que muitos possuem tais aptidões artísticas, fruto de sua constituição especial, dada por Deus, assim como sua afetividade, tão combatida como pecaminosa e antinatural. É estranho um discurso que abre a porta ao talento de muitos homossexuais e fecha a mesma porta para sua realização afetiva, tão necessária a qualquer ser humano. É assim que dizem amar os homossexuais: dando-lhes certos direitos e negando-lhes outros.

É hora de a Igreja rever seus conceitos sobre a homossexualidade; de se colocar no lugar dessas pessoas que sofrem desde a infância em todos os setores de sua vida; de rever o que a Bíblia diz realmente sobre a questão; de ponderar sobre as razões pelas quais a grande maioria dos gays cristãos não consegue mudar sua orientação sexual.

Enquanto isso não acontece, muitos se perdem pelo caminho, por acreditar que a condenação os espera impiedosamente...

Deus não quer que ninguém se perca; a Igreja deveria sentir da mesma maneira.


*Quando eu tinha cerca de 5 anos de idade eu tive um dos meus primeiros encontros sexuais com outro homem. Em um banheiro público, um homem adulto se expôs para mim de maneira ameaçadora. Ainda que eu tenha feito a coisa certa correndo dali, eu ainda me remetia de volta àquele encontro e me perguntava: “Por que ele me escolheu para fazer aquilo? O que está errado comigo? O que o atraiu a mim?” Outro aspecto que me levou a esse processo mental foi o pensamento de que meu pai não me amava, porque ele não me dizia isso. E ele não me tocava de outras formas que pudessem demonstrar isso. Nós não éramos os mais afeiçoados como homens Jernigan! Não é necessário dizer que minha identidade – minha sexualidade – foi afetada pela forma que eu pensava que os outros me notavam e, porque isso aconteceu tão cedo, eu acreditei que tinha simplesmente nascido deste jeito.

Nesta área eu me sentia tão tímido e com medo de rejeição que me tornei ainda mais egoísta e pervertido em meu jeito de pensar. Enquanto garoto eu precisava de um modelo que me mostrasse a correta masculinidade, mas porque me sentia rejeitado pelo principal homem de minha vida eu, em retorno, o rejeitei e comecei a desejar intimidade com um homem de uma forma pervertida. Por causa desses pensamentos errados eu passei a acreditar que era homossexual.

É incrível para mim que Ele tenha me amado o suficiente para preservar a minha vida da forma que fez nesses dias e épocas de promiscuidade, perversão e doenças sexualmente transmissíveis, como a AIDS.


42 comentários:

  1. Nao sou evangelico, mas sou cristão, por isso deixo meu comentario. Toda religião tem sua doutrina de fé e seu livro de regra e obediência; os cristãos evangelicos tem a biblia como livro de fé e doutrina, se o ensinamento biblico pregando pelo cristoes evangelico desde de sua origem é contra o homossexualismo, entao devemos respeita sua doutrina e procurar uma religião que aceite o homossexualismo do jeito que é desde de seu surgimento.. Se eu quero ser budista, entao tenho que me adaptar à maneira de fé e doutrina dos budistas e nao tentá mudar sua maneira de crer desde de sua origem, e assim serve para todas as demais religião.. devemos procurar uma religião que crer naquilo que a gente crer, e nao tentar mudar as que nao tem nada haver com o que eu creio.. toda religião é livre para manter seus ensinamentos, tentar ir contra isso e ir contra a liberdade religião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Galego, mas se a questão for o respeito a biblia e a palavra de Deus, acho bom voce procurar se informar, porque ela não condena a homoafetividade. Compreender a homoafetividade a partir da palavra de Deus é compreender bem mais a Deus e seu amor.
      Aquilo que pode estar bem obscuro aos seus olhos esta claro aos olhos de outras pessoas. Acima de tudo, Deus tem dado a varios filhos DELE esse novo entendimento a cerca da natureza homoafetiva e claro em consonancia a sua palavra.

      Excluir
  2. Olá, Galego. Tudo bem? Obrigado pela visita e pelo comentário! Todas as opiniões aqui são bem-vindas, mesmo aquelas contrárias ao nosso pensamento. Todos são livres de fato para seguirem a religião que quiserem, mas, acima das religiões está Deus, que nos ama incondicionalmente, brancos, negros, heterossexuais, homossexuais! Enfim, todo o gênero humano. É essa verdade que procuramos anunciar!

    Abraços e volte sempre!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  3. Por indução sabemos que a quantidade de homossexuais é veementemente maior que na antiguidade. Estima-se que na antiguidade no séc de Cisto havia aproximadamente 100 milhões na terra, enquanto que nos dias de hoje temos aproximadamente 7 bilhões de habitantes. Creio que o importante a informar é que sempre houve homosexuais na terra. Parabéns pela vitória no STF!

    ResponderExcluir
  4. Amado Alexandre!


    Não se trata simplesmente de má interpretação bíblica ou ser antiquado e descontextualizado, ou ainda de intolerância nem tampouco de ignorância, o fato é que se adotarmos como critério Deus, a bíblia sagrada cristã e seus preceitos e princípios para julgarmos a homossexualidade como parece ser o que pretende Teologia Inclusiva, fica claro diante de toda escritura a ótica que Deus expõe a respeito de homossexualismo, Deus condena tal "ATO" embora ame quem os pratique. Caro Alexandre não cabe a mim nem a você julgarmos ninguém, agora se o parâmetro utilizado para avaliar tal questão for a bíblia e os preceitos imutáveis de Deus, fica fácil concluir que é um erro diante de Deus viver na prática do homossexualismo assim como também é errado viver na pratica de glutonaria, feitiçaria, inimizades, bebedeiras, invejas e etc... O fato é que nenhum glutão, ou beberrão, ou feiticeiro, ou faccioso está tentando aprovar uma lei que vise calar quem não concorde com tais atos. A igreja não tem conceitos para serem revistos sobre a homossexualidade esse conceitos são bíblicos, a igreja tem no máximo algum preconceito ou outro mais se formos analisar especifica e exegeticamente o tema homossexualismo, nunca houve quem provasse um conceito contrario ao que a maioria da cristandade defende.
    Se haviam dez homossexuais há mil anos e hoje há um bilhão os atributos e princípios de Deus são os mesmos conforme Ele mesmo diz, isso não justificaria o homem perverter tais princípios.

    Abraço!


    Adão M. Fernandes

    ResponderExcluir
  5. Olá, Adão! Graça e paz! Obrigado pela visita!

    Permita-se discordar de alguns pontos de sua argumentação: primeiro, a igreja deve rever seus conceitos, se não sobre a homossexualidade, pelo menos no tratamento da questão, já que a evasão de cristãos homossexuais das igrejas tradicionais é um fenômeno cada vez mais frequente.

    Houve tempos em que esta mesma igreja que condena a homossexualidade usou a mesma Bíblia para apoiar a escravidão, a segregação e um papel inferior para a mulher. Hoje tudo isso mudou graças a revisões bíblicas e exegéticas.

    Quanto à homossexualidade, a Bíblia menciona apenas atos, não a sexualidade inerente a pessoas homossexuais. Você notou que resumiu a homossexualidade apenas na palavra ATO? Saiba que sexualidade vai muito além disso! Ou você acredita que gays e lésbicas não são capazes de amar, de sentir afeto, carinho, companheirismo? A Bíblia fala de atos sexuais, não de orientação sexual e as conseqüências desta. Ela condena atos homogenitais em contextos específicos, muito distantes dos relacionamentos estáveis, monogâmicos e baseados no amor que vemos hoje. Talvez você se refira à promiscuidade homossexual, mas não é isso que a Teologia Inclusiva defende.

    Não se trata de mudar os princípios divinos, mas de acolher pessoas no seio da Igreja. Sabia que muitos homossexuais cristãos (que nunca praticaram atos homossexuais!) se sentem condenados e por isso deixam a Igreja? De quem é a culpa pela perda dessas almas? De Deus ou da interpretação fundamentalista e literalista das Escrituras? Ou seria da discriminação, muitas vezes sutil, a que tais pessoas são expostas? Se o pecado está apenas nos atos, tais pessoas deveriam conviver bem com sua consciência e com Deus, mas não é isso que verifico nas inúmeras pessoas que me procuram para desabafarem suas dores e angústias de uma vida clandestina dentro de uma estrutura religiosa em que são invisíveis. Muitos fingem ser heterossexuais para serem aceitos, cometendo o pecado do falso testemunho!

    É um tema bastante profundo, reconheço. Caso você queira falar de hermenêutica e exegese inclusivas, sugiro a leitura dos meus dois livros e de outros teólogos cristãos, inclusive protestantes, defensores da inclusão. Conheço muito bem a Teologia Tradicional, seria interessante que você também conhecesse a Teologia Inclusiva com mais profundidade.

    A comunhão com Deus e com a Igreja passa pela verdade de nossa identidade, querido. Preconceito e homofobia religiosa não promovem comunhão. Experimentei na pele a rejeição de uma igreja a qual eu amava. Por isso digo que a Igreja precisa rever seus conceitos, ou melhor, seus pré-conceitos, ou vidas continuarão se perdendo, muitas sem a chance de um resgate!

    Forte abraço e volte sempre!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  6. Caríssimo

    Os conceitos aos quais me referi são aqueles bíblicos dos quais com base em texto e contexto cultural e de época puderam ser extraídos princípios morais e culturais para o tempo presente, acredito que princípios assim são suficientemente válidos como proposições diretoras que regem esses conceitos, obviamente não justificam tratamentos falhos que levam a evasão de homossexuais das comunidades cristãs. È fato que as igrejas e muitos cristãos hoje não estão preparados para lhe darem com os homossexuais, concordo que a rejeição como você disse já ter experimentado, não é o caminho pois não expressa graça e compaixão e acredito que o caminho seja inclusive o de acolher a estes, no entanto, o ato de acolher, ser hospitaleiro, estender a mão, tentar ajudar e etc. Não pode ser confundido com ser conivente com um ato ou uma “sexualidade inerente a pessoas homossexuais” discordo de você quando diz que “a Bíblia menciona apenas atos” ha toda uma compreensão não só cerca dos atos homossexuais mais também no que diz respeito a tal orientação sexual, há uma visão de Deus dirigida pelo seu propósito em relação à humanidade muito clara exposta ao longo de toda escritura, em Gênesis 2: 18-24; especialmente no verso 24; fica óbvio que homem e mulher foram feitos um para o outro no que diz respeito a unirem-se como uma família, sentirem-se atraídos e etc. E não caberia honesta e hermenêuticamente outro entendimento ou interpretação diante do texto, não se trata de “interpretação literalista” mais de evidência e posicionamento obvio do Eterno em relação a sua criação.

    Acredito que você assim como eu crê que Deus é perfeito em sua sabedoria, e sendo assim, não poderia estar se equivocando. Não se trata aqui de uma análise fundamentalista ou seletiva da Bíblia, diante de tal análise poderíamos considerar como sendo seletivo ou até mesmo conveniente, dizer ou entender que orientação sexual não pode ser mudada, ora! Tal afirmação iria e vai contra o princípio da onipotência de Deus não concorda? Alguém poderia até passar a ter a orientação homossexual por diversos motivos isso é fato, agora creio que sendo Deus onipotente ele pode regenerar a heterossexualidade em qualquer indivíduo com inclusive já vi casos assim. Deste modo não justificaria pensarmos que tal “sexualidade inerente a pessoas homossexuais” seja a justificativa para se viver em desconformidade com a forma de relacionamento natural e sexualidade inerente aos seres humanos criada por Deus desde o principio.

    Também concordo que houve e ainda há muita distorção de entendimento que levam a inúmeros erros e que muitos ainda precisaram ser corrigidos, no entanto uma coisa não anula e nem serve como justificativa para outra, Deus não mudou, não evolui e nem envelheceu conforme Ele mesmo diz, por tanto, entendo que manter princípios não quer dizer excluir pessoas de maneira nenhuma, pensar assim equivale ao radicalismo de uma nova “Jihad Homo versus Hetero”. Concordo que comunhão com Deus e com a Igreja passe mesmo pela verdade de nossa identidade mais entendo também que a verdade da identidade do ser humano passa antes pelo crivo e pelo crisol das verdades reveladas resultantes da identidade de nosso Eterno Pai e Criador.

    Em amor!

    Devorador de pecados e mendigo da Graça.

    Adão M. Fernandes.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Adão. Graça e paz.

    Fico feliz que tenha voltado!

    Gostaria que me apontasse textos na Bíblia que falem de orientação homossexual, pois, de todos os que já li, apenas atos são mencionados, sem nenhuma conexão com a condição sexual de tais pessoas. Estou curioso para conhecer esses textos que revelem uma realidade além da prática homogenital. Sou um estudioso do assunto há quase 10 anos, publico livros afins e essa informação é muito relevante para o meu trabalho.

    Quanto aos princípios, concordo com você, entretanto, há prescrições universais e atemporais, e outras restritas ao contexto histórico. A Teologia Inclusiva apenas faz a devida separação de tais princípios, evidenciando os que devem ser aplicados hoje e os que ficaram condicionados aos primeiros receptores.

    Em momento algum eu disse que a orientação sexual não pode ser mudada. Deus é Todo-Poderoso e creio firmemente nessa verdade. Entretanto, também creio que quando algo é vontade do homem e vontade de Deus, seu agir se concretiza, (Lucas 11.9 – Mateus 6.9-13) entretanto, o que se percebe com a grande maioria dos cristãos homossexuais é a não mudança de sua orientação, embora esforços variados (orações, leitura de livros específicos, campanhas, psicoterapias com profissionais cristãos, etc.) sejam feitos anos a fio. Eu e muitos outros passamos por esse processo e não houve mudança, apenas frustração e resultados desastrosos como depressão e outras doenças de cunho psicológico. Questiono muitos dos testemunhos de mudança real, pois não são raros os casos de reincidência. Um caso famoso é o de Lanna Holder, eminente pregadora que está aderindo à inclusão e em breve abrirá um ministério inclusivo. Creio que a cura de Deus é definitiva, qualquer que seja.

    Em meu próximo post aqui no blog, vou mostrar que a Teologia Tradicional é seletiva, literalista e equivocada quanto ao texto de Gênesis citado por você e outros, aplicando alguns princípios ali expostos e igorando outros, algo desonesto com a Palavra de Deus e um grave delito quanto às regras da hermenêutica e da exegese.

    Fica com Deus...
    Forte abraço,
    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  8. Caro Alexandre obrigado por me responder.
    Em resposta a sua questão exponho minha visão abordando um único ponto dentre muitos que poderia abordar, vejamos em poucas linhas por que acredito que haja uma compreensão bíblica não só acerca dos atos homossexuais mais também no que diz respeito a tal orientação sexual.

    Partindo da coletânea de hinos núpcias contida no livro de Cantares temos uma representação alegórica onde é exaltado o amor entre Cristo e a Igreja obviamente passível de interpretações distintas mais sabemos que a Bíblia para inúmeros casos é auto-confirmatória e para respaldar esse entendimento de cantares temos inúmeras referencias específicas tais como: (Ezequiel 16:8-14), obs.: Talvez essa 1ª referencia de Ezequiel possa nos remeter ao entendimento de que se refira ao amor entre Deus e Israel mais sabemos que tais referencias no AT. Prefiguravam a relação “Deus x Homem” e “Cristo x Igreja” no NT.(Efésios 5:25-27,32), (Apocalipse 21:2-3) Essa relação revela a intimidade que Deus deseja ter conosco e biblicamente exemplifica o propósito divino de Deus para a relação entre homem e mulher.

    Diante do exposto qual outra orientação sexual se não uma heterossexual poderia satisfazer ou igualar-se a essa representação alegórica de Noivo e esposa dentro de um relacionamento? Poderiam um casal homossexual e sua respectiva orientação sexual representar Noivo e Noiva, Cristo e a Igreja dentro dos inúmeros exemplos heteroafetivos de Cantares? Como ou de que outra forma a mulher seria para gloria do homem assim como o homem deve ser para Cristo numa relação homossexual? Vejo alguns homossexuais defenderem que Deus esta presente onde quer que sEu amor esteja, e baseado nisso pensam que Deus não condenaria esse “amor” por ser o amor um sentimento oriundo dEle próprio como já ouvi de amigos homossexuais, e respondo que obviamente Deus não condena pois ainda não é tempo de condenação para a humanidade mais de perdão e de concerto.

    “O amor é o maior de Todos os mandamentos e em cumpri-lo, cumprimos todos”, mais não há como amar nem expressar amor sem princípios regentes, e isso é o que Deus nos dá através de toda a Bíblia, provo isso através do texto em que Adão e Eva desobedeceram a uma advertência divina, e Deus através de um gesto de amor sacrificou um animal para que eles próprios não tivessem que ser mortos, ou seja, tal expressão de amor foi possível mediante a um princípio pré estabelecido por Deus ao advertir: “... no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Dessa forma a orientação homossexual estaria claramente violando um princípio advertido por Deus partindo de um honesto entendimento das escrituras.

    Vejo os desejos homossexuais com uma tentação como qualquer outra inclinação carnal mais creio que “não me sobreviria tentação que eu não pudesse suportar” quando cedo a alguma das muitas tentações que tenho, o faço de forma voluntária e consciente e isso reconheço, embora eu saiba que posso me justificativas de muitas formas. Não quero e nem tenho o direito de entregar condenação a ninguém, só tenho o direito de propor a reflexão, a decisão mediante a essa reflexão é individual e entendo que cada um sabe de suas limitações, desejos e impulsos, e que cada um lida de uma maneira com as suas dificuldades, mais mediante a uma análise sincera dos princípios bíblicos me vejo na obrigação de crer que a orientação homossexual vai pela contramão da vontade de Deus exposta na Bíblia exemplificada heterossexualmente em Cantares e respaldada em outros pontos das escrituras dentro do exemplo de Noivo e Noiva, Marido e Mulher, Jesus e Igreja.

    Em amor!

    Devorador de pecados e mendigo da Graça.

    Adão M. Fernandes.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Adão... Excelente texto.
    Reflete muito bem como pensei um dia.
    Mas é uma pena que você não tenha indicado os versículos que condenam a homossexualidade enquanto orientação sexual, então, é fato que só há menção a atos homogenitais. Isso só comprova que o conceito de orientação homossexual está ausente na Bíblia.

    Como uma sociedade patriarcal, nada mais natural que o casamento heterossexual ser uma representação entre Deus e Israel e entre Cristo e a Igreja. Se a homoafetividade, como parte da diversidade humana, não era conhecida no mundo bíblico que concebeu e recebeu as Escrituras, não haveria razão para estar incluída na representação espiritual citada acima. A Teologia Inclusiva jamais mudou as verdades dessa representação!

    Legitimar biblicamente a homoafetividade pode ser comparado à ordenação de mulheres a funções eclesiásticas, pastorais ou docentes, algo contrário à visão androcêntrica do patriarcado judaico presente na Bíblia, mas hoje perfeitamente possível graças a uma revisão dos textos bíblicos pelo método histórico-crítico, o mais confiável atualmente. Ou você acha que as mulheres devem estar caladas nas igrejas? Paulo usou um princípio bíblico da Criação ao defender tal silêncio feminino (Confira 1º Timóteo 2.12-15). E agora? Por que as igrejas não dão às mulheres o mesmo tratamento que dão aos homossexuais? Quanta contradição!

    Tratarei de outras contradições em minha próxima postagem.

    Quem disse que Cantares é um livro alegórico? Tal interpretação de Cantares tem sido forçada para forjar um caráter espiritual do livro como alegoria. Se você pesquisar melhor, verá que teólogos sérios não defendem a tal alegoria! Cantares é um livro mais literal que figurado, não há alegoria alguma ali! E o mais impressionante é que exalta o amor entre duas pessoas não casadas e ainda reflete a poligamia (Cantares 6.8 e 1Reis 11.3)! Você vai usar Cantares para legitimar biblicamente também as relações poligâmicas?

    Querido, cuidado ao fazer esse tipo de analogia, pois leva a conclusões um tanto embaraçosas! É, amado, têm coisas que aprendemos e que depois, percebemos que fomos ingenuamente mal instruídos!

    Um exemplo clássico é o famoso texto de Cantares 2.1. A má interpretação desse texto fez com que muitos considerassem (e ainda considerem!) Jesus como o Lírio dos Vales, a Rosa de Saron... Quanto desconhecimento bíblico! Os títulos referem-se à Sunamita (ou Sulamita)...

    Certamente se todos os homens tivessem sido feitos para as mulheres, nenhum casal se separaria pelo fato de um deles ser homossexual. É estranho que um casal que cumpra um princípio divinamente estabelecido, em conformidade com o modelo Cristo e Igreja, seja um casal sexual e afetivamente infeliz! Mas a Igreja não se preocupa com isso... Está muito distante de sentir empatia, como Cristo sentiu.

    A exclusão, velada ou pública, de pessoas homossexuais é o caminho mais prático. Quem acaba sendo contra a família é a Teologia Tradicional que incentiva casamentos sem amor e fadados ao fracasso! Onde congrego, há vários exemplos de homens e mulheres cristãos, separados, com famílias e corações destruídos, simplesmente porque acreditaram que o casamento heterossexual era o plano de Deus para suas vidas. Recuso-me a crer em um “princípio bíblico universal” que leve à infelicidade conjugal e cuja base não seja o amor ágape correspondido.

    Os demais textos citados, sim! São claramente figurativos e refletem o padrão da maioria, cujo foco é a heterossexualidade, sem sombra de dúvida! Entretanto, se este padrão é o estabelecido por Deus para todas as pessoas, muitos cristãos estão em pecado, e você vai descobrir isso assim que eu terminar minha próxima postagem!

    Acho que você não entendeu o uso que fiz do verbo “condenar”. Essa frase, usada em seu texto, está no meu segundo livro, e se refere ao sentimento e não às pessoas, e seu uso ali não é escatológico, mas no sentido de desaprovação.

    Abraços fraternos,

    nAquele que a todos inclui!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  10. Olá Alexandre

    O blogger não me permitia responde-lo por algum motivo mais volto para minhas observações finais a respeito de seu ultimo texto que inclusive não consegui localizar mais por aqui.

    De fato Cantares não poder ser de todo alegorizado eu particularmente vejo tanto a forma alegórica quanto a literal como aceitáveis dependendo do ponto em análise ou comparação. Não é um livro parabólico devido a seu respaldo histórico, no entanto não há o que nos impeça de também aceitarmos comparações alegóricas se avaliarmos pela ótica de outros textos como no meu caso na resposta anterior, de uma forma semelhante estudamos por exemplo a instituição da páscoa em Êxodo 12; comparando com (João 1:36 - 1:29);( Apocalipse 22:1 - 22:3 - 19:9 - 7:10) dentre outros, dessa forma não vejo problema nessa forma de análise no entanto caro Alexandre sua afirmação de que “não há alegoria alguma” por esse ponto de vista não se sustenta, da mesma forma dizer que o livro “reflete a poligamia” baseando-se nas esposas de Salomão mencionadas em 1Reis.

    Com respeito aos versículos citados (Cantares 6.8 e 1REIS 11.3) no intuito de mostrar que seu conteúdo reflete poligamia basta que seja lido o versículo nove do mesmo capítulo 6 por você mencionado em Cantares que fica notável um princípio monogâmico a se extraído e ambos sabemos que uma das principais causas da ruína de Salomão foi justamente a influencia pagã advinda de suas muitas esposas só isso já seria suficiente para mostrar o fim do caminho poligâmico.

    Colocar o exemplo de sociedade patriarcal como sendo o motivo da representação entre Deus e Israel e entre Cristo e a Igreja é a meu ver um tanto quanto displicente, pois Deus não iria falhar nem deixar sombras de duvidas para uma questão tão relevante como essa que exemplifica o relacionamento do homem com Ele principalmente partindo do princípio de que um dos motivos que Deus criou o homem tenha sido justamente para se relacionar com o mesmo não acha? Ou seja, se assim for só isso bastaria para legitimar a posição contraria de Deus em relação à orientação homossexual, pois essa não poderia representar na terra sua relação com o homem.

    Sem Mais.

    Devorador de Pecados e Mendigo da Graça

    Adão M. Fernandes.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  11. Alexandre, achei interessantíssimo o seu texto e, principalmente, o dialógo tão sincero e cortês entre vc e o Adão... ontem, compartilhei no meu blog minha opinião sobre toda essa questão e me posicionei apenas contrária à prática de atos homossexuais, pois reconheço que há pessoas que somente sentem atração física por outras do mesmo sexo e este me pareceu que é o seu entendimento tb... então, te pergunto: vc defende a abstinência sexual daqueles que são homossexuais para evitarem o pecado? Tô me aprofundando nos estudo do assunto e gostaria muito de conhecer o seu posicionamento.
    Grata pela atenção!
    Excelente semana!

    ResponderExcluir
  12. P.s: descobri o seu site após pesquisar a respeito da manifestação da Ana Paula Valadão sobre o homossexualismo...

    ResponderExcluir
  13. Olá, Nanda! Obrigado por visitar e participar do blog!

    Gosto de manter um bom diálogo com todos, mesmo com os que discordam do meu pensamento, como é o caso do Adão, a quem admiro por suas convicções e colocações.

    Bom, tentarei responder sua pergunta de maneira resumida (algo bem difícil!) risos.

    Bom, em primeiro lugar temos que entender que pecado está condicionado a escolhas pessoais. Embora tenhamos uma natureza pecaminosa por causa da queda, a homossexualidade (assim como a heterossexualidade) não é escolha! A realidade nos mostra que a grande maioria dos homossexuais que tenta mudar sua orientação sexual não consegue, o que gera frustração, depressão e em casos extremos, o suicídio. Entretanto, a Igreja parece não se preocupar muito com isso! Apenas preocupa-se em forçar casamentos fadados ao fracasso, como se Adão e Eva fossem modelos normativos universais. Conheço vários casos assim! (Sugiro que assista a um filme chamado “For The Bible tells me so” – disponível na internet).

    Outra coisa que temos de entender é que homoafetividade não é sinônimo de simples prática sexual entre iguais, isso chama-se promiscuidade, condenada na Bíblia para qualquer pessoa, hetero ou homo! Creio que o amor não é exclusividade de heterossexuais. Os homossexuais são seres humanos, com capacidade de amar, oferecer carinho, amizade, proteção e cumplicidade em seus relacionamentos. Muitos são verdadeira prova de amor, pois, mesmo tendo tudo contra eles, a sociedade, as leis, a família, a igreja... permanecem juntos! Enquanto que muitos casais heteros, com tudo a seu favor acabam separando-se.

    Há casais homoafetivos que vivem juntos, mas preferiram abrir mão do sexo por convicções bíblicas, um exemplo clássico são os casais de homens judeus. Qual a base bíblica para condenar tais casais se a Bíblia fala apenas de atos sexuais? Muitos casais de lésbicas judias vivem plenamente sua sexualidade, pois não há proibição na Bíblia Judaica quanto a atos entre mulheres. Isso prova que a Bíblia não trata de orientação sexual! Será que os atos mencionados na Bíblia são produto de amor ou de outras situações diferentes das de hoje?

    Um homossexual (cristão ou não) que pratica a abstinência por crer que sua sexualidade é pecaminosa não está agindo em conformidade com a Bíblia. O conceito bíblico é o celibato, reconhecido e mostrado na Bíblia como um dom cujo propósito é a separação para o reino de Deus (Mateus 19.12). Pode ser que algum cristão homossexual possua tal dom, mas não é o caso da maioria. Jesus e Paulo talvez sejam os exemplos mais conhecidos de vida celibatária nas Escrituras.

    Minha posição (e a da Teologia Inclusiva) é que pessoas homossexuais não devem ser condenadas à solidão por algo que não escolheram.Cremos que são livres para vivenciar o amor de forma responsável, monogâmica e estável. Creio que Deus prefira ver tais pessoas felizes, expressando e realizando-se pelo amor (que dele provém!), que a vida amarga de uma solidão forçada!

    Nosso espaço aqui é muito pequeno, Nanda, mas sugiro a leitura dos meus dois livros, já divulgados aqui no blog! Eles aprofundam bastante todos esses temas!

    Volte sempre! Estamos à sua disposição...

    Abraços fraternos,

    Em Cristo

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  14. Alexandre, muito obrigada por sua valorosa atencao... posso compartilhar o que vc disse no meu blog?
    Por falar nisso, se quiser me fazer uma visitinha, ei-lo: http://vidaaflorir.blogspot.com/2011/05/o-reconhecimento-legal-da-uniao-gay.html

    ResponderExcluir
  15. Olá, Nanda! Tudo bem? Fique à vontade para usar meus textos, apenas peço que cite a fonte, assim divulgamos o trabalho um do outro! Já visitei seu blog e deixei um comentário sobre seu texto!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  16. Alexandre, a biblia foi incontaveis vezes mudada e adaptada aos interesses da igraja católica, esse texto de 1 corintios sera mesmo o original escrito pelo apostolo paulo?
    Admiro a biblia como um livro, mas nao a sigo por causa dessas polemicas , alem das matanças do velho testamento... obs. Acredito em Deus acima de tudo isso ...

    Hipocrisia, essa é a palavra correta para o silas malafaia e outros q veem os gays como ameaça... tantos pastores fazem coisa pior mas isso eles não vêem claro ...

    O q me intriga é em que nós gays prejudicamos os evangelicos ... Espero q essa perseguiçao evangelica passe e td volte ao normal ...

    ResponderExcluir
  17. Olá, Renan. Tudo bem? Obrigado pela visita e pelo comentário!

    De fato a Bíblia sofreu alterações em suas variadas traduções e isso certamente afetou os textos paulinos. Dedico um capítulo do meu primeiro livro (Bíblia e homossexualidade: verdade e mitos) para falar sobre tais textos.

    Também espero que essa perseguição termine e para isso precisamos esclarecer as pessoas, conhecendo de fato o que a Bíblia diz sobre a questão.

    Um forte abraço e volte sempre!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  18. ENFIM...ESTAMOS VIVENDO NOVA ÉPOCA DE SODOMA E GOMORRA.

    ResponderExcluir
  19. Realmente, Hilda, concordo plenamente! Estamos vivendo na era da idolatria, da falta de hospitalidade nas igrejas, do egoísmo, dos pastores corruptos, da ganância... Vivemos a era daqueles que matam seu irmão excluindo-o por ser diferente ou para explorar-lhe, menos na era do amor incondicional de Deus pelas suas criaturas.

    Você, com sua intolerância e falta de amor ao próxímo, é uma legítima sodomita, e o pior, disfarçada de cristã, pois Cristo jamais excluiu quem quer que fosse. Ele sempre amparou as minorias de sua época e hoje devemos fazer o mesmo. Sodomitas são aqueles que excluem, que praticam a inospitalidade, que agridem o diferente, que menosprezam o amor.

    Se seu objetivo ao entrar em meu blog é ofender a mim e aos meus leitores, fique bem longe, por gentileza.

    Se discorda de minhas colocações, ao menos saiba expor seus pontos de vista de maneira polida.

    Abraços,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  20. Muito boa colocação Alexandre, esse povo chega julgando-se ser melhor que nós homoafetivos... isso é tenso, não devemos aceitar ou tolerar qualquer tipo de ofensas, pois como detentores do conhecimento devemos mostrar bem o que Deus aceita ou não... Tem gente que só porque é hetero, se acha melhor que todos e dignos da salvação... fico rindo desse povo. Já tem linha extra de ônibus para aquele lugar quentinho rsrs, ta igual alta temporada lá!!

    ResponderExcluir
  21. Alexandre,

    Muito gratificante encontrar o seu blog e as suas posições (são mais do que opinões, porque têm fundamentos e argumentos concretros), principalmente frente às leituras fundamentalistas que são feitas sobre a Bíblia.

    Parece que os que se dizem cristãos esqueceram-se de que o propósito da religação com Deus só é possível com a ligação com o outro ("Onde dois estiverem em Meu nome, também lá estarei...") e não a segregação e condenação. A sexualidade humana é muito mais que atos sexuais ou órgãos sexuais. Lembro de um tio-avô, que viveu só a vida inteira, e só hoje me dei conta que na verdade ele era homossexual, mas antigamente não havia como ele viver isso - e ele passou a vida miseravelmente só.

    O que mais me intriga é que cristãos são seguidores dos ensinamentos de Cristo. Cristo, por sua vez, só causou alvoroço em seu tempo por questionar posições das pessoas da época, muitas vezes relacionadas à sua religião, seguidora do Antigo Testamento. Jesus não menciona em nenhum momento a homossexualidade como pecado, abominação, etc.; ao contrário, apenas fala de amor, incondicional. Se cristão somos, por que as pessoas insistem em viver no Antigo Testamento, e não de acordo com as palavras de Cristo?

    Grande abraço,

    João

    ResponderExcluir
  22. a loucura do homemm esta passando dos limites.
    Quem defende a causa homossexual a luz da biblia sabe que la dentro do seu raciocinio do seu intelecto ha um vago erro.

    Deus os criou e abençoou macho e femea os criou.

    Quero ver no dia do juizo onde todos os homens irão prestar conta a Deus. diante do trono so a pessoa e Deus onde estará as resposta para as perguntas divinas.

    quem planta na carne colherá corrupção mas quem planta no espirito a vida eterna.

    e os defensores sabem e conhecem a biblia e a usam para defender suas ideias.

    sabem que em levitico esta escrito que a terra se tornou contaminada por essas praticas.
    e eu visitarei a vossa iniquidade.

    aguardem o dia da visitação dele.

    ResponderExcluir
  23. Olá, André, graça e paz. Tudo bem?

    Os cristãos nos acusam de manipular a Bíblia, deturpando-a segundo nossos "pecados".

    Meu conselho é o mesmo para todos: conheça melhor a Teologia Inclusiva e saberá quem, de fato, tem deturpado e feito mau uso da Bíblia.

    Sobre o Gênesis, nem mesmo os cristãos heterossexuais o tem cumprido. Leia nosso artigo sobre "Gays e a procriação" e comprove.

    Leia também o artigo "A Bíblia e os perigos da interpretação literal".

    Abraços em Cristo,

    Volte sempre.

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  24. O problema caros amigos é que muitos questiona a verdade,por que não querem aceitar o proposito do Senhor nosso DEUS que deu seu filho unigênito pra salvar o sua criação do pecado das praticas reprováveis aos olhos do Senhor, trazendo sim ao que crê uma nova oportunidade de reconciliação com o criador, pela morte de Cristo na cruz, mais eles mesmo se privão da salvação que DEUS proporcionou ao pecador seguindo seu próprio estinto e não aceitando a verdade do Senhor DEUS. MAS QUERENDO QUE O SENHOR DEUS ENGULA as suas abominações e aceite como eles querem que sejam dizendo DEUS tem que me aceitar como eu sou senão DEUS NÃO SERVE PARA MIM, mas ele prova o seu amor por todos que vivia na pratica do pecado, ofertando o amor a misericórdia a restauração da nossa verdadeira identidade perante a ELE através de Jesus assim como usar drogas mentir roubar adulterar prostituir fornicar enganar é pecado, assim também homossexualismo é pecado e a igreja prega não contra as pessoas mas sim contra o pecado, ensinando que pra entrar no reino do Senhor precisa ter arrependimento e renuncia de toda a pratica pecaminosas assim conhecendo os princípios do querer do Senhor DEUS por que ELE é incorruptível e santo ele ama o pecador mas abomina o pecado e como esta escrito ,assim que, se alguém esta em Cristo,nova criatura é:as coisas velhas já se passaram; eis que tudo se fez novo 2cor cap 05 ver17. Paz a todos ...

    ResponderExcluir
  25. Olá, Malaquias. Graça e paz. Tudo bem?

    Ninguém aqui está querendo que Deus engula nada, meu querido. Mentir, roubar, adulterar, fornicar e enganar, de fato são pecado, praticados sob livre escolha do homem. Você acha que alguém escolheu ser homossexual e sentir afetividade por pessoas do mesmo sexo? Logo, seu raciocínio está equivocado.

    Pare e pense um pouco, pois suas palavras podem estar matando vidas, afastando-as da igreja.

    Que Deus abençoe sua mente e seu coração para praticar a empatia e conhecer mais sobre a homoafetividade.

    Abraços fraternos,

    Naquele que a todos inclui,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  26. Realmente o amor de Deus é e sempre será sobre suas vidas. Mas fazer o que é contrário aos seus mandamentos vai trazer o seu juízo. E o que a sua Palavra diz a respeito desta prática infelizmente amigo é condenação se não houver arrependimento. Não faço críticas as escolhas de ninguém, como qualquer outro não sou perfeito. Mas realmente espero que vc me mostre que a "teologia inclusiva" prova dentro da Bíblia que é a palavra de Deus, que há salvação para homossexuais sem que precisem se arrepender e mudar este hábito. "Você acha que alguém escolheu ser homossexual e sentir afetividade por pessoas do mesmo sexo? Logo, seu raciocínio está equivocado." suas palavras
    Se vc disser que escolheu amar Jesus, mas seu sentimento por ele não for maior do que seus desejos a ponto de sacrificar-se por amor a Ele no cumprimento de seus mandamentos me desculpe, mas vc não o ama. Deus nos ama como somos com certeza, mas para alcançar salvação é necessário que nós o amemos. João 14:15,21,24. "Se me amais, guardai os meus mandamentos." "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele." "Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou." alexandre2818@hotmail.com - Gostaria que me add. Concordo quando diz que Deus os ama isto é certo, mas espero que me mostre de que jeito alcançará a salvação vivendo contrário aos seus mandamentos. Não espero ouvir sua opinião mas sim que me mostre na Palavra do Senhor. Com todo respeito. Um abraço e Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  27. realmente toda vida existiu homossexual mais a Biblia relata também que no caso dos homens de sodoma e gomorra eles queriam atacarem os anjos e o que aonteceram com eles foram todos consumidos pelo o pecado que cometeram precisam lê mais a biblia e conhecerem o que é pecado e o que não é para depois criticarem os Evangélicos que conhecem a biblia muito bem e o poder de Deus e que não são omófobicos não só querem pregar o evangelho que leva á salvação e se Deus fosse tratar como no caso lá de sodoma e gomourra já exitiria nem um homosexual hoje e ai iriam dizer que Deus é omófobico porque Deus ama o pecador mais ele abomina o pecado que é a suas práticas no caso da sua opção aqual voçê escolher seja ela qual for que não esteja dentro da vontade de Deus, porque ele é santo e para se achegar a ele precisa ser santo como ele é.eu sou Evangélico e não condeno a escolha de ninguem quanto a sua opção sexual mais não venha misturar com o que os cristão acreditam eles acreditam no que está escrito na biblia e vive de acordo com o que eles crer e passou disso é engano e que levam á morte de qualquer que vivam no engano ml.

    ResponderExcluir
  28. Olá, Alexandre. Graça e paz. Obrigado pelo comentário e pela visita.

    Bom, as respostas às suas perguntas não são práticas. Os temas “Teologia Inclusiva” e “Bíblia e homossexualidade” são amplos demais para te responder por aqui. Meu Blog não pretende esgotar esse assunto, pelo contrário, meu desejo é enriquecer a discussão do tema. Acredito que muitas de suas perguntas já estão respondidas nos vários artigos que escrevi aqui. Comece pela lista de assuntos. Sugiro que ore e que os leia desarmado, examinando com cuidado. Ficarei feliz se tiver tal paciência, pois são várias reflexões! Mas leitura sempre acrescenta algo de positivo, mesmo as de idéias contrárias às nossas.

    Tenho também dois livros publicados sobre o assunto. Seria interessante que você os lesse a fim de conhecer melhor a Teologia Inclusiva,assim poderemos conversar melhor. Entendo seu pensamento, pois um dia pensei da mesma forma. Não quero mudar sua cabeça, mas acredito que pelo menos você passará a enxergar as pessoas homossexuais (sobretudo as cristãs) com outros olhos.

    Vou adicioná-lo ao msn, embora raramente eu esteja on line.

    Volte sempre! Você é muito bem-vindo aqui!

    nAquele que a todos inclui!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  29. Marcos Luis, graça e paz. Tudo bem?

    Bom, há vários estudos sobre Bíblia e homossexualidade neste Blog e em outros sites. Sugiro que conheça melhor o assunto! Suas palavras realmente demonstram muito pouco conhecimento do tema. Como bom cristão, sugiro que você se dedique mais ao estudo da Palavra e de outros textos também, que podem oferecer um suporte maior para um conhecimento mais profundo.

    Volte sempre!

    Em Cristo,

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  30. Bem se vai me add seria bom se estivesse lá. Quanto aos livros agradeço a recomendação mas não. E a única coisa que eu gostaria que me mostrasse mesmo aqui pelo blog, continua no ar. Minha pergunta é: um homossexual pode ser salvo sem se arrepender desta prática, sem mudança de vida sem conversão? Pois a Bíblia continua dizendo que isto é abominável aos olhos de Deus. Quando vc lê um texto assim o que passa pela sua cabeça? Como ser cristão e continuar fazendo o que Deus abomina? Por favor não faça comparações com nada apenas me explique.
    É só o que quero que me mostre. Faço está pergunta totalmente desarmado. Mas não quero ler livros sobre o assunto, nem outros artigos do site. Quero a sua resposta e a base bíblica pro que vc me disser. Vc defender sua causa eu compreendo todos temos esse direito, mas se acha realmente que tem a aprovação de Deus, me mostre como. Não tenho interesse de me aprofundar na teologia inclusiva, apenas busco uma resposta sua simples, direta e com basa bíblica. Sem intenção de confrontá-lo, mas essa é a sua causa então quero "ouvir" de vc. Aguardo, abraço.

    ResponderExcluir
  31. Olá, querido. Graça e paz.

    Obrigado por voltar e por responder.

    Bom, infelizmente, deixarei você sem a resposta desejada, não por ela não existir, mas pela sua recusa em se aprofundar no assunto, seja lendo os artigos ou os livros, um direito que você tem.

    Não tenho como responder sua pergunta sem aprofundamento bíblico, então, infelizmente ou felizmente, suas convicções permanecerão as mesmas.

    Agradeço sua educação e simpatia ao fazer suas colocações.

    Em Cristo, que a todos inclui.

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  32. Ok, amigo. Sinceramente agradeço a sua atenção, apesar de que não me mostrou o que desejava. Não por falta de me aprofundar no assunto, pois alguém inteligente como vc poderia sim, me dar essa resposta se a tal existisse. Se a Palavra tem a resposta só preciso dela para confirmação da mesma. E é através da mesma que eu esperava que me respondesse. De qualquer maneira, essa conversa só fortaleceu a minha fé e me fez apegar-me ainda mais no que creio. E como esta será minha última participação no blog. Deixo um sincero abraço, peço desculpas se por acaso de alguma forma me expressei mal, e deixo-lhe a Paz de Cristo cujo Amor a todos inclui, mas que fará separação para salvação daqueles que guardam os seus mandamentos, a quem Ele se revela. Conforme Ele mesmo disse em João 14:21. Qualquer coisa que ainda queira dizer vc tem meu e-mail que coloquei aqui no blog. Abraço.

    ResponderExcluir
  33. Rodrigo, eu que agradeço sua atenção! Como você disse, a Palavra tem a resposta de que tanto necessita! Quem sou eu, amado, diante da Palavra? É dela que você deve depender sempre! Se nossa conversa fortaleceu sua fé, fico feliz por isso! De verdade! Jamais tive a intenção de enfraquecer a fé das pessoas! Sim, cabe a Deus separar os que são para salvação e para a condenação conforme nossas obras! Creio nisso também!

    Que Deus abençoe sua vida sempre, amado! E se quiser voltar, será bem-vindo!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  34. Sr. Alexandre, você que veio aqui ao Blog do Pr. Feitosa a procura de respostas, não está se fazendo entender. Como vc está aparentemente sedento de respostas, de esclarecimentos, se vc, primeiramente, está limitando o aprofundamento teórico e bíblico; segundo. Se recusa a ler os estudos dele, os quais podem suprir as suas necessidades de resolução; terceiro. Se tem tanta comnvicção em sua fé e doutrina, por que vem aqui em busca de respostas diferentes, que, pra variar, não quer conhecê-las? Acho que o sr. está muito confuso em seu entendimento...o sr. quer "ouvir" (ler) a resposta do próprio Pr. Alexandre, mas, no fim, não quer "ouvir". Pra descobrir as respostas que tanto procura, meu caro, basta ler os posts claramente colocados aqui no Blog, e que são de autoria do Pr. Alexandre Feitosa, ou leia os livros dele (que aliás, não entendi a recusa em lê-los, pois eles não mordem). Simples ^^

    ResponderExcluir
  35. Kara virei seu fã!!! Agora que encontrei este blog não o perderei nunca mais, com certeza encontrá-lo foi como um óasis neste meu deserto rigoroso e longínquo. Louvo a Deus por sua existência e coragem. Você é o novo Moisés que levará o povo a terra prometida abrindo caminho por entre este mar terrível.

    Alexandre Feitosa, Deus é contigo

    Abraços e a Paz do Senhor!!!

    ResponderExcluir
  36. Graça e paz, Luan! Seja muito bem-vindo!

    Obrigado pela contribuição! Sinto-me realizado sempre que testemunhos como o seu chegam até mim! Ore por mim para que o Senhor nos sustente nesse ministério, e que você também seja um instrumento usado por Deus para levar esse oásis a muitos que vivem no deserto da exclusão!

    Esteja sempre aqui, este espaço é nosso!

    Abraços fraternos,

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  37. Olá, Alexandre

    Cada um é julgado segunda as suas obras
    Efésios 4:1-"Para que não sejamos meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que, com astúcia enganam."
    Colossenses 2:8-"Tendo cuidado para que ninguem vos faça pressa sua por meio de filosofias e vã sutilezas, segundo tradições de homens, segundo rudimentos do mundo e não segundo Cristo."
    I Timóteo 4:1-"Ma o Espírito diz que, nos últimos tempos, apostaram alguns da fé, dando ouvido a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios."

    ResponderExcluir
  38. Estou aguardando a publicação do meu comentário

    ResponderExcluir
  39. Olá, apóstolo. Graça e paz! Tudo bem?

    Os comentários não passam por aprovação prévia! Deve ter havido algum problema. Pode escrever que a publicação é imediata!

    Forte abraço!

    Alexandre Feitosa

    ResponderExcluir
  40. Olá Alexandre parabens pelo seu blog!!!

    Faço parte da Igreja Cristã Contemporanea, e lá pude ver quantos homens e mulheres sofreram e ainda sofrem por causa dessa "visão" de que Deus condena o amor entre dois homens ou mulheres. Eu creio que Deus condena o ato imoral do sexo praticado seja por heteros ou não. Sexo nada mais é do que o supra sumo de demonstraçao de amor entre um casal que se ama, seja qual for sua orientação. Eu posso afirmar que só quem é Homossexual entende o que nós passamos...poucos são aqueles que se permitem escutar e se por no lugar do outro. Agradeço a Deus de viver num tempo como esse, onde existe um lar para os desabrigados, nao por que quiseram isso, mas por que não nos quiseram mais em sua familia de fé pelas nossas diferenças...que ironia não é? Por q não existe ninguem igual a ninguem, Deus fez isso justamente para mostrar que só o amor pode aceitar o outro pelo que ele é...as vezes pergunto para uma pessoa que me questiona sobre esse assunto "Vc escolheu ter olhos castanhos?" eu creio que Deus pode mudar a cor dos nossos olhos por que ele é Deus, mas ele não faz, por que ele viu que tudo isso era bom. Ele jamais me criou para ser fadado a morte eterna, só Ele sabe quantas orações, leituras da palavra, jejum, cultos de libertação, encontros, montes, propositos eu fiz...sem nenhuma mudança e me chatiei com Ele, por que nada mudava...mas hoje eu entendo e se somos "diferentes" gloria a Deus!!! Jesus foi ( e continua sendo )o maior em fazer o povo acordar pra realidade! A LEI diz "Guardai o Sabado", e a maioria de suas curas eram no sabado, pois se uma ovelha fugisse do rebanho seu pastor a deixaria se perder ou morrer por que é sabado?. Se homossexualidade fosse doença a cura teria de ser completa. Deus nunca curou um cego fazendo ele enxergar de um olho e do outro não, ele nunca curou um coxo apenas uma perna dele, mas ele curou por completo, e se muitos "ex-gays" de fato fossem curados seus trejeitos seriam mudados tambem! Enfim...

    Parabens pelo seu blog, continue assim...você não esta sozinho nessa!!!
    Deus te abençoe ricamente!!!

    Gabriel Brito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Gabriel Brito. Graça e paz, tudo bem?

      Obrigado pelo comentário, muito enriquecedor!

      Realmente suas colocações e perguntas ajudam a perceber que a homossexualidade não é algo pecaminoso, o mais importante é usarmos nossa afetividade conforme os princípios bíblicos.

      Volte sempre, este espaço é nosso!

      Forte abraço!

      Pr. Alexandre Feitosa

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...